Namorar sem drama com

Baixar Filmes, Filmes Torrent, Download de Filmes, Filmes Online, Baixar Séries, Séries Torrent, Dublado, Legendado, Online, BluRay, WEB-DL, 720p, 1080p, 4K. Essas pessoas famosas têm seu próprio drama e problemas familiares também. Eles podem parecer perfeitos, mas eles também têm muitas inseguranças. Tenha isso em mente, é muito importante que você aja de forma humana na frente deles, sem nenhuma pretensão, apenas tente tratá-los normalmente. Sendo alguém sem poder, aparência ou dinheiro, Jiang Xiaoguo sempre invejou seus três colegas de quarto. Duan Jiabao, que vem de uma família ... Ativo C-Drama Romance Sem suspeitarem de nada, os dois jovens começam um jogo divertido. Como se Fosse a Primeira Vez. 50 First Dates. Henry Roth conhece uma bela garota chamada Lucy, que lhe respondeu com simpatia. Os jovens estão certos de que seu amor vai durar para sempre, mas, infelizmente, Lucy sofre de um tipo de amnésia, que não lhe permite converter a ... Nesse IntoxiList eu vou listar 10 animes de Romance escolar – ou seja, se passam com estudantes e não tem foco em ação, apenas comédia e drama – aonde os personagens começam a namorar em 25 episódios ou menos. A ordem da lista é pela velocidade que o casal começa a namorar, quanto mais rápido mais acima ele fica. Eu, sem duvidas. 15) Qual é seus times? O meu é o Corinthians, o dele o Palmeiras >.< 16) Vocês tem alguma tradição de casal? Sim, passar datas comemorativas sempre juntos. 17) O que vocês mais gostam de assistir juntos? Filmes e series. 18) Vocês preferem sair ou ficar em casa? Eu prefiro sair, já ele, é um pouco mais caseiro. Eu gostei muito desse drama porque acho que conseguiu ter de tudo um pouco, comédia, romance e drama, sem ser muito exagerado. Como eu já falei, gosto dos doramas em que eles acabam dividindo a casa porque tem mais tempo de interação entre os personagens. Sinopse: Peach Girl é sobre uma menina da escola média alta, Adachi Momo, que todo mundo acha que é um coelho praia / vagabunda por causa de sua pele bronzeada. A verdadeira razão ela é tão bronzeada é porque ela estava na equipe de natação e bronzeia muito facilmente. Ela gosta de um garoto, Toji, que ela só gosta de ouvir não bronzeadas meninas. A ideia de sair e namorar uma mulher da terceira idade não é algo novo. Enquanto namora alguém da sua idade é ótimo, namorar alguém mais velho do que você pode ser bom se você sabe exatamente como lidar com as coisas, afinal, a idade é apenas um número. Jang Sun Gyeol tem saúde e uma boa aparência, mas sofre de um quadro severo de germofobia. Ele é obcecado com limpeza e até mesmo está à frente de sua própria empresa de limpeza. No entanto, ele conhece uma garota desleixada e descuidada chamada Gil Oh Sol, e ela acaba sendo contratada em sua empresa. Oh Sol já trabalhou em todo tipo de trabalho de meio-período enquanto corria atrás ...

eu não quero mais ser a sua amiga

2020.09.01 16:14 ninguem_ligah eu não quero mais ser a sua amiga

olá Luba, editores, possiveis convidados e pessoas maravilhosas desse lugar, hoje vim contar como uma amizade de 9 anos acabou sendo um drama de familia. Eu não nasci rica, nunca tive dinheiro tanto da parte paterna e materna. Quando meus pais se separaram minha mãe (anos depois) começou a namorar um cara, um tempo depois eles se casaram. Minha vida mudou, pois o homem tinha condições boas e me adotou como filha apos o casamento dele com a aminha mãe, mas lembra que eu falei que a gente não tinha dinheiro antes? Agora que começa a historia...eu tinha amigas na minha antiga cidade, porém depois que eu me mudei de cidade perdi o contato com elas. Não sei como mas elas conseguiram meu número, e eu lembrei delas. Conversamos muito, mas também conversei com uma em especial, vamos chamar ela de "A", conversamos de tudo, no começo ela era meio timida e mal falava comigo porém quanto mais eu me aproximava dela mais as coisas ficavam estranhas. No começo ela as vezes me pedia pra comprar um lanche para ela e eu ria e fala: "Vc ta brincando ne?" e ela ria e fala que sim. Porém as coisas so pioravam e aumentavam o preço, como um dia ela me pediu um Funko pop de R$ 200,00 eu fiquei de queixo caido quando fui ver o preço! Teve um outro dia que ela me pediu uma jaqueta de Riverdele de R$ 100,00 mas quando eu falei que nao iria comprar ela falou " Você é muito pão dura! Eu sou a sua melhor amiga, você tem tanto dinheiro, isso não é meio barato para você?" eu falei: " Meus pais tem dinheiro, não eu. E você pode ser a minha amiga sem me pedir nada? Isso é estranho e parece que você é amiga do meu dinheiro e não de mim..." " Eu não quero ser mais a sua amiga, nem sei o por que eu te aguentei, você é ridicula, e pão dura! Aproveite a vida boa princesa." fiquei triste e mal com isso por um tempo, ate que a mãe dela veio aprontar o maior barraco falando que eu fiz ela chorar. Fiquei confusa, falei tudo com a mãe dela e expliquei a situação, a mãe dela entendeu mas a "A" não gostou. É isso luba e pessoas maravilindas, bjs Menor que treixx
submitted by ninguem_ligah to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.31 05:18 _powerguido_ Senta que lá vem história

Ficamos juntos por 5 anos. E não foram 5 anos fáceis - minha ex namorada teve problemas que eu não sabia como ajudar. Ela era literalmente stalkeada por um ex colega de classe que simplesmente se apaixonou por ela e passou mais de dois anos perseguindo ela no trabalho, no mestrado, na academia. Chegou a conspirar com colegas da faculdade pra saber onde ela estava, quem eram as pessoas próximas dela. Tentou rapta-la, mais de uma vez. Subornou familiares para ficarem do lado dele. Pra ela, ele era só um cara que não sabia expressar os sentimentos bem. Se ele parou? Não. Mas reduziu a agressividade consideravelmente e hoje em dia se limita à "só" mandar um buquê de rosas no aniversário dela.
O cara já estava tão enraizado na vida dela antes de eu aparecer, que eu simplesmente não consegui convencer nem mesmo a minha ex de que ele era um cara realmente transtornado. O terror que era esse cara na vida dela só serviu pra agravar ainda mais o caso grave de ansiedade que ela tem. Vocês sabem o que é ver uma crise de ansiedade pela primeira vez, sem nem entender o que estava acontecendo? Mas uma crise grave mesmo, de fazer a pessoa chorar por duas horas sem parar, de ficar arranhando o corpo todo com as unhas e viver com hematomas nos membros do corpo por causa disso. E isso começou a ficar constante... uma hora eram uns arranhados no rosto, depois nas pernas. Até o dia em que eu fui ver ela e os dois antebraços estavam quase em carne viva.
E o pior, é que eu quase nem me lembro mais dessa época. Foi muito intenso e me afetou negativamente por muito tempo. Eu conseguia entender que um babaca machista se via no direito de perseguir uma mulher só porque ela não queria namorar com ele - mas meu deus do céu, eu com certeza não conseguia entender como ela mesma não via o quanto ela precisava de uma ajuda profissional por causa da influência negativa desse cara na vida dela (e por vários outros motivos que não valem nem a pena serem citados). Ela me usava como substituto pra tudo que ela não tinha na vida dela - um pai, um irmão, um psicólogo, um amigo. E eu me deixei levar, porque era ingênuo. Porque era meu primeiro namoro. Porque eu achava que eu podia consertar isso. "Depois das primeiras sessões no psicólogo ela vai perceber que esta fazendo bem pra ela", eu dizia pra mim mesmo. Passamos em tantos psicólogos, psiquiatras, gurus. Fizemos academia juntos, eu praticamente morava com ela e não ficava mais com minha família. Eu achava que eu podia dar um jeito na vida daquela menina.
E sinceramente? Eu podia mesmo. Eu não acho que falei alguma coisa errada pra ela em todo o tempo que estávamos juntos. Mas ela nunca me ouvia. E se ela ouvisse, talvez ela tivesse passado por essas situações com mais facilidade, nosso relacionamento teria tomado outros rumos e nós ainda estaríamos juntos. Mas não estamos, e quem está perdendo com isso é ela, porque ela não me superou com certeza. Ela mesma me fala isso.
Eu não acho que eu era um namorado incrível e maravilhoso. Eu nunca tive um carro pra conseguir dar um rolê com ela. Com meu dinheiro mal dava pra gente ir no cinema uma vez por mês. Mas cara, eu me esforçava tanto, tanto mesmo. Lembro que eu um dos dias dos namorados eu quase varei a noite fazendo uma carta à mão de umas 10 páginas, tinha vários desenhos coloridos, poemas apaixonados e promessas de amor. Ela achou ok. Gostou mais do bicho de pelúcia que eu também dei, que custou 10 reais e que claramente não tinha nenhum valor sentimental pra mim. É muito difícil lidar com um cara que persegue sua namorada, mas acho que é mais difícil quando sua própria namorada não dá valor pra como você expressa seu amor por ela.
Mas você leitor deve estar pensando "Mas você disse isso pra ela?" E a resposta é sim. Eu sempre fui sincero com ela, se algo me chateava, eu dizia. Nada do que eu estou escrevendo aqui é algum segredo pra ela. E eu achava que ela ia trabalhar essas informações pra criar um relacionamento mais confortável pra mim e pra ela. Mas ela escolheu ignorar.
Mas o motivo de eu estar escrevendo tudo isso mesmo na verdade é outro. A gente terminou, mas foi razoavelmente tranquilo e decidimos continuar nos falando. Nós dois somos adultos, não é porque discordamos de alguns pontos que precisamos deixar de apreciar a companhia um do outro pra todo o sempre.
E é aqui que sou obrigado a voltar pro começo do nosso namoro. Porque apesar de termos iniciado o namoro cada um com mais de 30 anos, perdemos a virgindade juntos. Crescemos sexualmente juntos. Aprendemos tanto juntos! Eu mais ainda, visto que era meu primeiro namoro. E eu reclamei muito aqui da minha ex (e ela realmente tem os defeitos muito marcantes dela), mas eu também preciso admitir que ela em muitos momentos foi tão minha parceira, minha confidente, minha amada. Eu passei calado por todas as situações que eu já descrevi aqui e muitas outras tão ruins quanto porque, no fundo mesmo, pra mim estava valendo a pena. A gente tinha intimidade, apesar da dificuldade extrema dela de se abrir pra mim. Eu estava sacrificando meu bem estar mental e físico para sustentar o nosso relacionamento.
Tanto que só perto do final do nosso relacionamento que ela assumiu pra mim a atração por outras mulheres. Eu entendo ela, tem gente que não reage bem à isso. Eu tenho certeza que a família dela não reagiria nada bem. Entendo que era um segredo que ela queria deixar só pra ela, e que mesmo com toda a intimidade sexual que a gente tinha, ela também tem o direito de manter coisas só pra ela. É justo.
Só que eu não fiquei com raiva, nem com medo de ela querer me trocar por uma mulher, nem tive essa ideia fetichizada de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. Eu sou um cara hétero, mas eu acho o amor lésbico de uma sensibilidade e de uma beleza inexplicável. Eu sempre me sinto mais seguro perto de mulheres, sempre me conecto mais com elas. Desde pequeno eu gosto da presença feminina. Então a ideia de duas mulheres partilhando um relacionamento, parece uma coisa quase mágica pra mim. E de novo, não é nada sexual nem fetichizado, eu realmente só acho muito bonito mesmo. Então qual foi minha reação quando descobri que minha ex tinha vontade de viver isso que eu acho tão incrível? Incentivei ela à correr atrás disso.
Mas é claro que ela, criada numa família extremamente católica, iria simplesmente sair atrás de uma guria do dia pra noite. Foram meses de conversa, de aceitação da parte dela também, de entender que ela não era uma aberração da natureza porque sentia atração pelo mesmo sexo (e também pelo sexo oposto). Nossos últimos meses juntos foram repletos de muitas conversas relacionadas ao mundo LGBT+ e afins. Acho que nós dois também já sabíamos que as coisas não estavam mais super bem entre nós, e que era questão de tempo até a gente se separar. Nosso relacionamento estava bem desgastado mesmo. É estranho porque a gente consegue ser extremamente forte pra parceira quando ela precisa ir correndo pro hospital, ou tem uma crise de pânico, ou não se sente segura na rua e precisa que você pare o seu dia para fazer companhia à ela - mas parece perder a motivação quando essas situações se normalizam e você percebe que talvez aquela pessoa simplesmente não tem a proatividade de te mandar uma mensagem perguntando "como foi seu dia", e de alguma forma sempre está online no whatspp. Sim, nosso relacionamento acabou. E foi bom ter acabado. Eu precisava desse término, muito mais do que eu precisava de uma namorada.
Mas também é muito bom saber que aquela pessoa por quem você passou anos cultivando um sentimento também está vivendo a vida dela. É bom saber que dá pra gente marcar um dia pra devolver as roupas dela que ficaram aqui em casa, sem drama, sem dor de cabeça. Ela foi muito madura no término, eu também. De certa forma nosso namoro acabou, mas continuou como uma amizade - bem menos intensa, bem menos problemática, bem mais fácil de lidar. Mas também sem as partes boas, sem aquela sensação de que se está ajudando a pessoa. Mas é muito mais do que milhares de pessoas separadas têm hoje em dia. Não posso reclamar, eu tenho muita sorte.
Eu só queria mesmo poder partilhar com ela a experiência da descoberta homoafetiva dela. O que não vai acontecer, já que ela já deixou claro que não é obrigada a revelar nada da vida pessoal dela agora que nosso relacionamento terminou - e ela tem total razão nisso. Eu sei disso, eu concordo com isso, e ao mesmo tempo eu acho que ela está sendo tão injusta por me negar esse fato.
Eu sei que não justifica, mas eu me dediquei tanto ao nosso antigo relacionamento juntos. Tive que entender que eu não estava mais sozinho no mundo, eu tinha alguém pra dividir o mundo comigo. Eu tive que aprender a baixar minha guarda, contar o que me dava medo, me expor totalmente à alguém, me desconstruir inteiro. E isso é muito difícil pra mim. Eu sei que ela não me deve nada, e eu sei que eu sou um idiota por me apegar tanto à esse motivo tão besta. Mas isso é realmente importante pra mim. Tem uma coisa dentro de mim que é ansiosa em saber se minha ex está se sentindo acolhida por uma outra mulher, se teve uma boa primeira experiência. De novo, eu sei que soa muito trivial, mas é uma verdade tão grande dentro do meu coração que me faz querer chorar quando lembro que isso nunca vai acontecer.
E não tem nada que eu possa fazer a não ser aceitar. E é exatamente isso que eu venho tentado fazer, pelos últimos 6 meses.
submitted by _powerguido_ to desabafos [link] [comments]


2020.08.27 23:21 _Suh_55 Sou babaca por me apaixonar pelo crush da minha melhor amiga???

Olá Luba,editores,plantas e papelões e possíveis convidados,hoje estou fazendo minha primeira historia e quero saber se sou a babaca ou não.
Bem,tenho uma melhor amiga desde infância e desde que nascemos ,vamos chama-la de "a loirinha" ,e bem com o tempo eu tinhamos nos esquecido uma da outra (pois éramos crianças) então um dia minha mãe mostrou uma foto minha com a loirinha e eu decidi conversa com a mesma no outro dia na escola ,e desde então nos tornamos amigas denovo e por ai ficamos best friends ate o 7° ano ,ate que um dia a loirinha me convidou para sair pra vender trufas e empadinhas com os amigos dela,então ok ate ai td bem aceitei ir ,depois da escola fui pra casa,me troquei e minha amiga chegou em minha casa para me buscar (estava de noite,acho q umas 19:00) e eu vi um garoto lindooo ,maravilhoso do lado dela !! Vamos chama-lo de "Carls" ,mas ai ela falou "miga esse aq é meu mariduuu ,minha propriedade nao toque nele ;)" e o abraçou ,na hora me apaixonei.Depois disso td no outro dia na escola ficamos amigos eu,a loirinha e o carls ,mas eu ficava mal pra krl ver os 2 juntos e eles na vdd nao namoravam nem nada ,mas o carls meios q pegava nós 2 quando tinha a oportunidade de ficar com uma de nós 2 a sos ,e nós 2 ficávamos mal pra krl ,pq nós 2 éramos apaixonada pelo mesmo boy ,e toda noite eu e ele mandavamos mensagem um para o outro (o carls e eu) e ele ficava dando em cima de mim como eu dava em cima dele tbm!!,Eu ficava mais apaixonada ainda.Então a loirinha já sabia q eu gostava do carls e eu sentia q ela me odiava por isso ,mas ai td bem passou o tempo ai a loirinha chegou em mim e falou que gostava de outro menino que eu poderia ficar com o carls de boas (GRAVEM BEM ISSO,ELA DEU "PERMISSÃO" PRA EU FICAR COM ELE!!) e estava chegando meu aniversário de 13 anox <3 e a loirinha na casa dela falou pro carls" po ,tive uma ideia ,pra vc da um presente pra Suh,pq vc n pede ela em namoro???" então no outro dia na escola A loirinha juntou eu e o carls e tipo...JEITO SUPER ROMÂNTICO DE SE PEDIR O OUTRO EM NAMO NEEEH???Ele me pediu na quadra da escola durante meu recreio!!e falou tipo "eae quer ficar cmg??" eu fiquei super timida e LOUCA!!nao acreditando no que ouvi e eu aceitei ,claro ,se passou uma semana e chegou o dia do meu aniversário e claro, convidei a loirinha,o carls e mais um garoto q era nosso amigo ,nos divertimos ,então no outro dia quando estava indo pra escola meu amigo (vamos chama-lo de Gabi ) chegou correndo em minha direção todo ofegante falando "SUUH o carls falou q quer terminar contigo!!" eu nao acreditei nele ,claro ,pois o carls sempre me dizia q me amava...quando cheguei no portao da escola ,a loirinha chegou com o carls com a cara de quem sabe q vai da merda ,e eu ouvindo música de boas o carls chegou em minha direção e falou "quero terminar com vc" e eu fiquei em choque ...fiz um puta drama me joguei no chão e fiquei sentada e fiquei chorando ali mesmo...enquanto o carls ia com seus amiguinhos sem o minimo pingo de remorso ...e eu sai correndo feito criança no braços da conselheira da escola e contei td...
Se passou um tempo e a loirinha voltou a ficar com o carls e eu ainda nao tinha superado ele,E ela sabia q ela estar com ele me machucava pra krl ,e sofri com isso durante muito tempo vendo os 2 juntos , o carls me dava bolos quando íamos marcar de ficar juntos pra ficar com a loirinha...E eles me viam chorando e simplesmente me deram as costas e nao tavam nem ligando se aquilo me machucava ou nao ,nunca me perguntaram "Suh vc esta bem com eu e o carls juntos??" ...e o carls sempre ficava nervoso quando eu perguntava oq eles faziam sozinhos...e ele nunca me contava a vdd ,ai se passou mais uns tempinhos e eu e o carls voltamos a namorar mas ai ele me falou "mas ninguém pode saber .." e eu topei já q eu estava "cega" por ele ,passou um tempinho e ele ainda estava com a loirinha e eu ficava super CIUMENTA com aquilo!!!Ate que me cansei e decidi falar pra loirinha "Olha acho q n estou sendo sincera com vc e nem o carls,então vou te falar ,eu e ele estamos namorando escondidos de vc" ai ela ficou puta pra krl cmg e começou a me humilhar na frente da classe inteira(todos estavam olhando) e o professor fez porra NENHUMA!!apenas falou" opa vamos acalmando os animos??" e ela continuou me humilhando falando "garota PQ EU ACREDITARIA EM UM SER TAO FRACO COMO VC??VC N ACEITA NEM UMA VDD NA CARA Q EU E O CARLS GOSTAMOS UM DO OUTRO !!!VC É ASSIM PQ VC É FRACA,VC É UM LIXO!!!" me lembro de cada momento e palavras...e ela amassou um papel e atacou em minha cabeça e disse "lixo no lixo,nem dói né!!!??" Eu corri pro banheiro e fiquei chorando lá....(e pra piorar tenho crises de ansiedade) Então desde então paramos de ser amigas ...mas pensa q acabou?Ai q vem a treta meu caro Lubisco ,contei td pra minha tia q a propósito faz barraco quando é preciso!E OQ A vó da loirinha nao sabia é q a vó e minha tia já tinham brigado uma vez mt feio e minha tia q saiu com razão ,Então a loirinha "parou" de mexer cmg ...mas ela sempre manipulava todos da escola pra se afastar de mim,ate q todos os amigos q eu tinha se afastaram de mim por culpa dela q ela os manipulava espalhando coisas minha q n quero citar... Fiquei como a "louca" da escola ..ela sempre se fazia de vitima para as pessoas e me fazia sair como a vilã ..pras diretora ela dizia q eu roubava os brinquedos dela quando éramos crianças (q era mt mentira isso..)
Desde então não somos mais amigas,mt pelo contrário,todo o amor e carinho q tínhamos uma pela outra virou odio e rancor (viramos rivais) ,mas eu e o carls namoramos por mt tempo desde então quando ele se afastou dela e decidiu ficar cmg ...mas dps de quase 1 ano terminamos por causa de ciumes obsessivo do carls ...mas agr estou com outro boy mt fofo tem os mesmo gostos e personalidade <3 e estamos bem (esse ano ,e fiz 14 anos)
E aqui em casa meus pais e eu somos proibidos de citar o nome dela por acreditamos q trás "briga" pq sempre q falamos o nome dela acabamos brigando.
submitted by _Suh_55 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 06:08 denesfernando Sou Babaca Por Querer Que O Namorado Da Minha Amiga Não Passe Mais A Quarentena Aqui E Volte Pra Casa Dele?

Olá Luba, editores, gatas e Turma. Essa história que vou compartilhar aqui é recente, ainda estou tratando em terapia, mas ela começa um pouquinho lá atrás.
Um ""pouco"" de background para situar a todos de onde tudo isso começou.
Em 2013 comecei namorar um cara que vou chamar de Karen, por ele ser muito, mas muito CUSÃO (inclusive, ele se parece muito com você Luba e por vocês serem tão idênticos, eu passei um bom tempo sem assistir o canal, pois não conseguia te ver sem lembrar dele). Mas, enfim, em 2015 ele e o grupo da faculdade dele decidiram morar todos juntos em uma casa perto da faculdade, pois estava exaustivo para todos trabalharem em pontos distintos da cidade (São Paulo, para se alguém quiser se situar).
Então, em janeiro de 2016, eles se mudaram e eu ia para lá aos fins de semana, até que acabei me mudando para a casa em Junho do mesmo ano, no dia do meu aniversário.
Pois bem, foi uma fase horrível da minha vida por causa do meu ex, terminamos em maio de 2017 e tive que sair da casa. Esse meu ex era um abusador, um aproveitador, a pior pessoa que eu poderia ter conhecido na minha vida. Os abusos psicológicos que ele cometeu comigo, afetaram totalmente minha confiança e em como eu viria a me relacionar com outros caras, fora as crises de ansiedade que eu arrasto até hoje.
Mas então, eu fiquei amigo dos amigos dele da faculdade e em especial da Karls que virou minha melhor amiga.
Em 2017 eles terminaram a faculdade e em 2018 o contrato da casa venceu e eles finalmente poderiam se mudar, áquela altura ninguém suportava mais olhar pra cara do Karen.
Então, foi nesse momento, que a Karls e o Akarls me chamaram para vir morar com eles numa nova casa. Sem o Karen. E hoje nós três vivemos como uma família feliz com os nossos pets.
2019
Eu conheci um cara, eu vou chamar ele de Lars.
Lars e eu começamos a trocar mensagens, se conhecer, nos aproximarmos. Até então, antes dele, todos os outros caras que eu acabei ficando, não davam certo, (tem muito gay problemático nessa cidade). Mas Lars foi diferente, conforme nos conhecíamos, ele ia transpondo todas as muralhas que eu usava como defesa, pois meu maior medo seria voltar para um relacionamento abusivo, tóxico e doentio.
Com o Lars eu fui bem devagar, realmente queria conhecer ele, pra ver se o que eu estava sentindo era o certo e se ele não iria me fazer mal.
Nesse tempo conhecendo ele, eu desabafava com Karls todas as minhas inseguranças, pois ela tinha vivido todo o meu drama com o meu ex, ela sabia dos meus medos, receios, inseguranças em me relacionar com alguém e ela me dava todo o apoio, pra poder voltar a acreditar e saber que nem todo mundo é igual o Karen, que na verdade eu dei azar com o Karen, mas que não seria assim de novo.
Depois de tantos embates sobre minhas agruras eu acabei me desarmando e me permiti começar algo com o Lars.
Um mês e meio depois, finalmente decidi trazer ele em casa, para conhecer meus amigos e 😏.
Então, foi nesse fim de semana de novembro de 2019 que coisas aconteceram.
Depois de ficarmos, acabei aceitando os meus sentimentos por ele, pensei que depois de tanto tempo solteiro, passando por aventuras fracassadas com pessoas que não se encaixavam, onde a química só proporcionava uma reação inicial. Ali estava talvez o momento de poder compartilhar momentos com alguém.
Mas aquele início de sonho desmoronou muito rápido. No domingo quando ele estava pra sair para trabalhar, Lars me contou que iria para o Beto Carrero com um amigo. Fui pego de surpresa, pois ele não havia mencionado nada nas nossas conversas durante a semana.
Na época, Lars trabalhava como bartender numa cafeteria e reclamava de trabalhar muito, não ter finais de semana livres e só folgar nas segundas-feiras.
Como não tínhamos oficializado nada, nossa primeira vez foi na noite anterior e o fato de estar disposto a querer começar a construir uma relação tinha sido algo que eu havia arrazoado no meu coração, achei absurdo demais eu questionar porque ele não tinha me falado nada antes.
Tudo bem, ele iria no Beto Carrero com um amigo, logo após sair da cafeteria. Pegaria o ônibus na estação do Tietê no domingo a noite, passaria o dia no parque, já que a folga seria na segunda, e na segunda a noite ele voltaria e iria trabalhar na terça-feira de manhã. Eu, pelo menos, imaginei que seria assim.
Na segunda-feira, eu fui trabalhar normal, vi as fotos dele no Beto Carrero, os stories no Instagram aparentemente nada de estranho, mas a primeira coisa que me chamou a atenção foi o fato dele não ter postado um único story com o amigo, mas até aí, se eu encucasse com isso, seria uma atitude tóxica e eu não queria isso. Numa relação deve existir confiança.
Nós não nos falamos o dia inteiro, pois eu não iria ficar o importunando num passeio como aquele, que ele aproveitasse o máximo possível. Foi quando às 18:00 eu resolvi mandar uma mensagem para ele, já que eu estava saindo do trabalho.
A mensagem era mandando um "oi" e desejando que ele tivesse se divertido bastante e fizesse uma viagem tranquila de volta.
Foi quando ele me respondeu que não voltaria aquela noite, que ele iria para Balneário Camboriú com o amigo passear de barco. Eu fiquei completamente sem reação, foi um choque. Ele só reclamava de como o trabalho explorava ele, não era flexível e do nada, de uma viagem totalmente espontânea que aconteceu aleatoriamente pra aproveitar um dia de folga num bate e volta, surgiu uma folga no dia seguinte.
Eu não tive como não ser arrastado de volta para os tempos do Karen, onde eu fui trouxa por anos, onde ele matava aula pra transar na escada da faculdade, dizia que ficava até mais tarde no serviço pra não pegar trânsito, mas na verdade ia para dates furtivos de apps de pegação (inclusive tenho uma história ótima com relação a isso da época do Karen), enfim, meu cérebro e meu coração ligaram o sinal vermelho, as sirenes começaram a zunir no meu ouvido, a última coisa que eu queria era ser enganado como fui na minha última relação.
Voltando, Lars não falou mais nada depois disso, fui pra casa naquele dia. Na terça-feira de manhã, outro sinal de alerta, não tinha nenhuma mensagem no celular. Isso poderia ser irrelevante, se a gente não tivesse passado o último mês e meio, trocando várias mensagens e memes da hora que acordava até a hora de dormir. Me senti mal, a conversa tinha morrido da noite para o dia, fiquei angustiado, pois eu estava começando a gostar dele e aquilo mudou da noite para o dia.
Terça-feira se foi, ele em Balneário Camboriú, fotos e stories no Instagram se seguiram e nada desse amigo misterioso.
Finalmente, a noite ele estava voltando e mandou uma mensagem dizendo que estava exausto, mas estava voltando. Nesse momento, minha mente já tinha formulado mil e uma histórias, mas resolvi ser prudente, apesar da angustia que estava sentindo.
Foi difícil dormir aquela noite, na manhã seguinte, ele mandou uma mensagem dizendo que havia chegado, estava exausto, mas estava indo trabalhar.
Nossa conversa, já não era a mesma, algo tinha mudado, as palavras ou a ausência delas são um termômetro para o coração, escrever para outra pessoa é um ato de conexão e o nosso elo havia se rompido.
Foi quando resolvi confrontá-lo.
Segue abaixo a conversa no whatsapp:
[28/11 11:56] Denes: Desculpa, Lars.
[28/11 11:56] Denes: Eu não sei de fato o que aconteceu
[28/11 11:56] Lars: Pelo o que ?
[28/11 11:56] Denes: mas desde terça que eu sinto que nossa conversa morreu
[28/11 11:56] Lars: :(
[28/11 11:56] Lars: Eu que peço desculpas
[28/11 11:57] Denes: se vc puder me dar uma luz
[28/11 11:57] Lars: Questão de conversa tbm não sei ... :(
[28/11 11:58] Lars: Não quero ser cuzao contigo
[28/11 11:58] Denes: me diz o que tá acontecendo
[28/11 11:59] Lars: Gosto olhando no olho
[28/11 11:59] Lars: Gosto de vc
[28/11 11:59] Denes: talvez não haja olho no olho se eu não entender o que está acontecendo
[28/11 12:00] Denes: eu tb descobri que estou gostando de vc
[28/11 12:00] Denes: descobri de uma maneira bem ruim
[28/11 12:00] Denes: só quero que vc me diga
[28/11 12:00] Denes: sem medo
[28/11 12:02] Lars: Eu recebi uma ligação de alguém antes de viajar que me deixou balanceado
[28/11 12:02] Denes: prossiga
[28/11 12:02] Lars: Não gosto da ideia por aqui
[28/11 12:03] Lars: Mas tá bom ...
[28/11 12:03] Denes: por favor, agora que começou, não pare
[28/11 12:03] Lars: Pouco antes de conhecer vc eu tinha acabado um relacionamento ...
[28/11 12:03] Denes: hum
[28/11 12:04] Lars: E tipo ainda algo que me deixa balançado e tal ...
[28/11 12:05] Denes: entendi
[28/11 12:05] Denes: ah...
[28/11 12:05] Lars: E tipo não quero mentir pra vc
[28/11 12:05] Lars: Nem ser um cuzao contigo me entende
[28/11 12:05] Lars: Quero ser sincero sempre
[28/11 12:05] Lars: Não só com vc mas comigo mesmo
[28/11 12:06] Denes: então, o livro de Harry Potter que está com vc, foi um presente de um amigo meu que faleceu esse ano, será que posso pegar com vc na catraca amanhã da Santos Imigrantes
[28/11 12:06] Lars: Sim ... Claro ... Mas queria conversar mais com vc pessoalmente
[28/11 12:06] Lars: Se não se importar
[28/11 12:07] Lars: Tenho um presente pra vc
[28/11 12:07] Denes: eu vou me importar
[28/11 12:07] Denes: por favor, sem presentes
[28/11 12:07] Lars: Tudo bem :(
[28/11 12:09] Denes: amanhã as 8:30 te encontro na Catraca
[28/11 12:09] Lars: :( eu lhe entendo sabe ... Mas confesso que gosto de vc e queria que vc permanecesse na minha vida independente de qualquer coisa
[28/11 12:09] Denes: não será possível
[28/11 12:09] Lars: Tudo bem eu entendo vc ... :(
[28/11 12:09] Lars: Me desculpa
[28/11 12:10] Denes: te encontro amanhã na catraca sem falta
[28/11 12:21] Lars: Hj vc sai que horas do trabalho?
[28/11 12:24] Denes: Desculpa, Lars. Mas eu só pretendo te encontrar para pegar o meu livro. Não, temos nada para conversar. Você não me deve satisfações, justificativas ou esclarecimentos. Apenas o meu respeito. Mas, mesmo assim. Esse ponto final precisa ser colocado.
[28/11 12:25] Lars: Tudo bem eu entendo e respeito vc ... Falei de hj pq posso te entregar hj o livro
[28/11 12:25] Lars: Ele está comigo aqui no trabalho
[28/11 12:26] Denes: Eu saio às 18:00
[28/11 12:26] Lars: Posso te entregar hj o mesmo horário ... Na estação melhor pra vc
[28/11 12:27] Denes: Que horas na Santos Imigrantes vc vai passar por lá?
[28/11 12:27] Lars: Umas 19h a 19:30
[28/11 12:28] Lars: Mas espero a sua hora
[28/11 12:28] Denes: Okay, as 19:00 estarei lá
[28/11 12:28] Denes: Se chegar antes estarei sentado em algum dos bancos da plataforma
[28/11 12:29] Lars: Tá bom
[28/11 12:29] Lars: Sei o que vc vai falar ... Mas desculpas :(
Quando ele falou dessa ligação do ex e ficou balançado, eu senti uma enxurrada de sentimentos negativos, o tsunami de chorume que eram as mentiras do Karen voltando a tona. Todas as desculpas esfarrapadas, parecia que eu estava vivendo tudo outra vez.
Eu estava cego, na gana de não querer cometer os mesmos erros do passado, acabei sendo seco, duro e intolerante, condenando um pelos erros de outro.
Eu já tinha sentenciado dentro de mim que aquela viagem foi algo que ele tinha programado com o ex e que tinha ido com ele e que eles tinham se acertado e que ele queria me manter como step se nada desse certo. Enfim…
Nesse mesmo dia, fui buscar o meu livro (um fato curioso, esse livro que foi presente de um amigo que veio a falecer em 2019, foi um presente pra me lembrar o quanto eu sou uma pessoa corajosa, era a edição de 20 anos da Pedra Filosofal nas cores da Grifinória e dentro ele escreveu a famosa frase da Luna "As coisas que perdemos sempre acabam voltando para nós. Mas nem sempre na forma em que pensamos." https://imgur.com/a/ebJFd2U
Ironicamente, quando paro pra olhar isso em particular, penso na grande ironia de tudo.
Eu cheguei antes na estação, fiquei esperando, sentado num banco na plataforma, vendo vários trens passando, várias pessoas descendo na estação vindo depois de mais um dia de trabalho. A minha ansiedade estava a mil, eu queria chorar, estava angustiado com tudo aquilo, pior, sem entender como "tinha cometido" o mesmo erro outra vez.
Ele chegou uns 15 minutos depois, estava com o livro na mão, eu peguei o livro e então ele me estendeu os braços pedindo um abraço, fiz com ele o que eu devia ter feito com o Karen, olhei para ele com a minha pior cara de desgosto e nojo e falei "Adeus", virei as costas e deixei ele lá.
Hoje, não me orgulho do que eu fiz, sinto vergonha quando penso, mas para que vocês entendam aquele gesto, mesmo ele não sabendo, era algo traumatizante, no término com o Karen, quando coloquei minhas malas e meus livros no táxi, ele chegou até mim e na maior cara de pau, na sua maior interpretação pra burguês ver, ele me pediu um abraço e o trouxa aqui cedeu esse abraço, então ele sussurrou no meu ouvido "Sou eternamente grato por tudo o que a gente viveu e você vai sempre poder contar comigo para o que você precisar" e quando eu precisei o que eu ouvi? "Não tenho obrigação nenhuma de te ajudar."
Quando eu saí da estação, bloqueei o Lars em todas as redes sociais, Facebook, Instagram, Whatsapp e até o número dele pra ele não me mandar SMS ou ligar. Não queria nunca mais ouvir falar dele pelo resto da minha vida.
Alguns dias se passaram e a Karls me contou que Lars havia mandado mensagem para ela no Instagram dizendo que estava preocupado comigo, queria falar comigo e eu irredutível falei que nunca mais queria saber nada a respeito dele.
Então ali eu tinha colocado uma pedra em cima desse assunto, vida que segue.
Dezembro de 2019
Karls é uma garota muito linda, mas em todos esses anos de amizade ela só se envolvia com os piores caras do Tinder, uma fase da vida dela que fazemos piada, mas que se você olhar atentamente, era bem triste.
Ela tinha o sonho de conhecer um cara bacana, compartilhar momentos, viver toda aquela fantasia de namoro, dormir abraçada, assistir anime, cantar músicas da Disney e cozinhar todos os pratos possíveis de todos os programas de culinária que existem no mundo.
Depois de anos, esse cara apareceu. Vamos chamá-lo de Darls.
Darls é um cara super carismático, que faz amizade por onde ele passa, falador, contador de piada, solicito, uma pessoa que todo mundo iria adorar ter como amigo.
JANEIRO 2020
Parecia que Darls sempre esteve nas nossas vidas, Akarls e eu o recebemos de braços abertos, pois víamos o quanto ele fazia Karls feliz.
Logo ele começou me pedir dicas e mais dicas de coisas que fariam a Karls feliz e nesses 5 anos de amizade eu era a pessoa que mais sabia de tudo o que a Karls gostava.
FEVEREIRO 2020
Eles oficializaram o namoro, (meio rápido, mas…), então ela entrou numa tour para conhecer todas os amigos dele, pois ele queria apresentar a namorada para as pessoas importantes na vida dele.
Darls mora a 35km de distância, num bairro distante, 2 horas de viagem no mínimo, mas ele sempre estava vindo passar mais tempo aqui.
MARÇO 2020
Pandemia chegou, isolamento social foi instaurado, pessoas em casa. Eu sou editor de vídeo, então estou trabalhando em casa desde que esse inferno começou. E quem acabou vindo para cá, também? Exatamente, Darls.
A companhia dele era agradável, e por vermos Karls feliz, nada objetamos, aceitamos naturalmente a estadia dele aqui. Mesmo que nunca tenhamos conversado isso entre nós, foi natural olharmos para a felicidade dela.
ABRIL 2020
Um mês de quarentena, eu sou uma pessoa ansiosa. Solteiro que passou da barreira dos 30, já havia sentenciado que não conheceria ninguém e morreria só, pois já estava sem esperança de conhecer alguém em um mundo sem um vírus mortal, imagina em um mundo onde estar perto 2 metros de alguém pode ser sua sentença de morte.
Eu comecei entrar numa crise terrível, comecei trabalhar demais, a fazer 12 horas de trabalho por dia e no meu tempo vago eu comecei a assistir todos os filmes e curtas gays já foram produzidos no mundo. E nisso, fiz a burrada de assistir um filme que superestimei por anos.
Brokeback Mountain.
'O que eu fiz da minha vida?'
Eu fiquei tão mal, mas tão mal, que naquela noite eu fui dormir chorando e os dias que se seguiram eu tive tanto remorso pelo final daquele filme, que certo dia eu comecei chorar na frente da Karls e do Darls enquanto a gente almoçava.
No final de abril, meu tio implorou que eu fosse na casa dele, pois estava tendo um problema entre minha mãe e minha irmã e ele estava preocupado da minha mãe acabar se metendo em um avião e vindo pra São Paulo no meio de uma pandemia. Fui, como se eu já não estivesse colapsando, ainda tinha que resolver o problema de outras pessoas.
Naquela semana, eu assisti um vídeo, tenho 80% de certeza que foi no LubaTV os outros 20% acho que foi no canal do Henry Bugalho, que falava sobre perdão, algo do tipo "se não perdoamos, do que adianta pedirmos desculpas" e eu já estava muito reflexivo.
De noite, eu estava no apartamento do meu tio, quando recebi uma notificação de que alguém tinha me seguido no Twitter.
Abri a notificação e vi que era o Lars me seguindo quase 6 meses depois. Ele não tinha twitter e tinha criado uma conta por causa da quarentena.
Minha primeira reação foi bloquear ele, mas aí bateu aquele turbilhão de coisas acumuladas nessa quarentena. O final de Brokeback Mountain, a fala sobre perdão e um detalhe sobre o Lars que pesou muito, ele tem diabetes, acho que é um tipo raro, ele desenvolveu super novo, ele toma dois tipos de insulina, ele é grupo do risco.
Sentei no sofá e me perguntei, 'o que ele queria depois de todos esses meses? Ele não entendeu o meu "Adeus"?'
Pois, bem. Fui até o Instagram, desbloqueei ele e mandei a seguinte mensagem:
"O que você quer?"
Ele levou uma meia hora pra me responder, o 'digitando…' parecia eterno.
Resumindo, ele falou que se importava muito comigo, que eu marquei a vida dele, que nunca quis se distanciar de mim, que jamais foi a intenção me magoar com o que quer que tenha acontecido e que nunca dei a oportunidade dele se explicar.
E eu respondi, que não importava o que ele tivesse para me dizer, não ia mudar a opinião que eu tinha sobre ele.
Ledo engano, meus caros.
Fui dormir às 4 da manhã, tirei tudo de dentro de mim, tudo o que eu inventei na minha cabeça. Porque no meu relacionamento anterior eu ouvi tantas mentiras, que acabei jurando que qualquer um iria mentir para mim, era o único referencial que eu tinha.
Só para que vocês saibam, era realmente um amigo, as fotos que ele tirou junto com o amigo no Beto Carrero, foram todas no celular do amigo a folga da Terça-feira, o chefe dele estava devendo uma folga para ele e como ele não iria poder tirar essa folga a mais do que as que estavam previstas para Dezembro, o chefe deu a folga pra ele na terça para que ele aproveitasse mais um dia de viagem. E sim, o ex dele ligou, ele ficou balançado, pois eles tinham tido uma história recém terminada, mas ele me contou, primeiro porque eu insisti, mas também porque ele não queria mentir pra mim, já que eu tinha todo esse problema com mentiras, então ele queria ser honesto comigo desde o início e que nunca foi a intenção dele voltar com o ex, tanto que ele não voltou, ele queria estar comigo, e que mesmo tendo passado todo aquele tempo ele nunca tinha me esquecido e não tinha desistido de mim.
Eu falei para ele que não sabia como reagir a tudo aquilo, disse que não sabia se seria capaz de confiar nele. E que ele não tivesse esperança, mas que eu iria refletir sobre tudo aquilo.
Então eu voltei pra casa e compartilhei a história com Karls e Darls.
Karls ficou meio com o pé atrás, mas Darls me apontou os erros que eu cometi, me fez enxergar o quanto eu tinha exagerado pelo medo e desconfiança que eu tinha, que não tinha nada a ver com Lars e minha ficha caiu.
Agora, tudo o que me restava era o meu orgulho, eu precisava passar por cima disso.
Voltei a conversar com Lars, aos poucos, foi difícil no início, mas ele foi muito tolerante, eu expliquei que não estava sendo fácil voltar a conversar com ele, mas que compreendi que muito daquela situação era culpa minha.
Ele começou a me mandar mensagens de manhã e a noite, de bom dia e boa noite e esporadicamente algum meme. Foram duas semanas conversando quando houve a necessidade da gente se ver. Eu não sabia como iria reagir.
Sim, ele viria aqui em casa no meio de uma quarentena, mas antes que cresça os julgamentos, moramos próximo um do outro, ele viria a pé, sem pegar nenhuma condução e num horário de pouco fluxo.
MAIO 2020
Então comuniquei que ele viria aqui em casa para Karls, Akarls e Darls. Aparentemente, achei que todos tinham recebido a notícia de bom grado.
Ele veio, a primeira coisa que ele fez foi ir para o banheiro tomar banho, com Covid não se brinca. Depois, sentamos e conversamos, e mais uma vez, eu falei tudo de novo, dessa vez olhando no olho, colocando tudo a limpo, uma conversa franca, contei de todas as impressões que eu tive de tudo o que aconteceu, como a narrativa se construiu na minha cabeça e porque agi da maneira que agi.
Em contra partida, ele disse que estava tudo bem, disse que ficou muito chateado, mas os amigos dele conversaram com ele dizendo que tinha um motivo para eu agir como eu tinha agido. Ele me falou que nunca me esqueceu e queria ter uma oportunidade de conversar comigo e esclarecer as coisas, pois sabia que tudo tinha sido um grande mal entendido. Ele falou que mandou várias mensagens para a Karls, mas não obteve resposta. E quando ele me mandou o convite no Twitter, ele disse que seria a sua última tentativa de se aproximar de mim, se não desse certo, ele mesmo desistiria de tudo.
Ele passou três dias aqui em casa, eu não me abri tanto com ele com relação a isso, mas eu senti muito remorso por como as coisas aconteceram por minha causa.
Outra coisa, lembra na mensagem, quando ele falou que tinha um presente para me dar e eu falei que não queria? Ele trouxe o presente, ele guardou o presente todo esse tempo e disse que toda vez que via o presente, ele lembrava de tudo o que a gente viveu e a coisa que ele mais queria era me dar esse presente, que ironicamente ele comprou na viagem para o Beto Carrero.
Era um funko do Harry Potter, já que eu amo muito Harry Potter. (Não, não sou transfóbico, eu amo Harry Potter desde 2000). http://imgur.com/gallery/cah0Ry7
Ele voltou pra casa dele. Continuamos a nos falar, reatar laços, ter essa troca.
Compartilhei minhas impressões com Karls e Darls, eu estava relutante, desacreditado. As pessoas subestimam relacionamentos abusivos, mas a gente carrega coisas por anos, os estragos são terríveis, estava eu provavelmente estragando uma oportunidade de ser feliz por medo de ser feliz.
As coisas foram devagar, estávamos conversando de nossas rotinas na quarentena, ele o quanto sentia falta do trabalho e não aguentava mais assistir séries e eu o quanto estava trabalhando e engordando, já que editor de vídeo trabalha em casa, praticamos isolamento social antes disso "estar na moda" (✌️ salve editores do canal, eu juro que tô escrevendo essa história que já passa de 4 mil palavras, pensando se realmente o Luba lerá essa história na Turma-Feira, fico imaginando no trabalhão que vocês vão ter pra editar, se eu puder pedir, posta a Timeline pra eu ver como ficou no final, curto muito timelines [Sim, pra quem não entende, isso é meio creep]).
JUNHO 2020
Lars voltou, veio para estar comigo no meu aniversário, inclusive ele me presenteou com Find Me do André Aciman, ele disse que queria me dar a muito tempo, pois em novembro do ano passado eu estava lendo Call me by your name e eu estava namorando pra comprar o livro quando fosse lançado, mas não deu nem tempo dele poder comprar na época.
No meu aniversário, resolvi cozinhar para comemorar, fazer escondidinho de frango. Eu estava de folga e queria fazer algo especial para Karls, Darls, Akarls e Lars. Eu passei a tarde e começo da noite cozinhando e Lars me ajudando.
Então, aconteceu o estopim de todo o caos.
Karls e Darls desceram e viram que o escondidinho não estava pronta ainda, ela fechou a cara e disse "Nossa, ainda não está pronto?". Depois eles fizeram um sanduíche e comeram e subiram, bastou aquilo pra me entristecer, até entendo que ela poderia estar com fome, mas ela bater porta de armário e a porta da geladeira acabou todo o meu ânimo, me senti super mal.
Comi aquele escondidinho triste, o clima na mesa estava tenso e na boa o que era pra ser uma comemoração no que eu acreditava ser entre família, foi a porcaria de um jantar de aniversário que eu perdi tempo fazendo.
Lars voltou pra casa dele, continuamos nos falando e estreitando os laços, aproveitando a companhia um do outro, e finalmente no meio de toda essa situação de merda que estamos vivendo no planeta, senti uma esperança de que talvez tudo daria certo, pelo menos uma vez.
Mais uma vez, ele veio passar o fim de semana aqui em casa, e foi divertido, assistimos filme, contamos piadas e o melhor, eu estava podendo dormir abraçado com ele, por a cabeça no travesseiro e não me sentir só.
JULHO 2020
O mês do caos, eu odeio Julho, por tantos motivos, sério. Eu tenho inúmeras histórias de desgraças nesse mês que PQP (Gif da Xuxa).
Lars me mandou mensagem dizendo que ele teve uma briga terrível com o sobrinho dele, na briga eles só faltaram sair na porrada, ele falou que estava mal por estar na casa da irmã dele e por toda essa indisposição com o sobrinho que tem 18 anos e é um completo folgado. Ele disse que iria procurar um lugar pra ficar, mas até lá, ele perguntou se poderia ficar aqui até encontrar esse lugar.
E como eu já fui colocado pra fora de casa pelo meu tio e me vi sozinho, eu sei o quanto é importante ter alguém pra estender uma mão amiga nessa hora.
Eu respondi que sim, mas que ia comunicar o Karls e o Akarls. Expliquei a situação Lars e eles falaram que tudo bem.
A Karls começou a fazer um freela permanente em um grande estúdio aqui de SP, então ela já não estava ficando em casa e quando estava, ficava a maior parte do tempo com o Darls, que ficou aqui em casa, mesmo ela trabalhando regularmente, já que as coisas estão flexibilizadas por aqui.
A princípio, Lars ficaria aqui até dia 10, ele tinha acertado de ir morar com um pessoal que ele achou num grupo do Facebook, mas o lugar onde esse pessoal ia morar não deu certo, pelo o que ele me contou, foi lance com a Porto Seguro, ele ficou decepcionado, porque os meninos eram legais. Então, ele voltou para a busca de encontrar um lugar pra ficar, eu inocente disse que ele poderia ficar o tempo que precisasse.
Interiormente, eu queria me redimir por toda a injustiça que foi o nosso início, queria fazer certo dessa vez, pois ele estava sendo bom pra mim e eu nunca tinha tido isso, esse convívio.
Enquanto ele estava aqui, comecei a ter companhia para o almoço, passei a comer direito, já que ele é obrigado a comer certo por causa da diabetes, eu estava até me alimentando nos horários certos. As noites assistíamos séries abraçados, até a hora de dormir. Parecia um oasis no meio de todo esse inferno que estamos vivendo, por um único instante eu esqueci de tudo de ruim.
Nesse período, ele estava procurando vários quartos, mas só encontrava cativeiros sendo alugados por mercenários.
Conforme o mês ia passando, Karls estava bem estressada com tudo e quando estava todo mundo na cozinha, ela parecia evitar querer falar com ele. No início, eu pensei que fosse TPM ou alguma coisa em particular dela com Darls.
Mas eu tive certeza que era alguma coisa com o Lars, no dia que estávamos jantando e ela veio informar que o botijão de gás tinha acabado e ela tinha comprado um novo, mas ela insinuou que estávamos cozinhando demais. Eu fiquei, sem reação, pois não esperava por aquilo, como eu falei, ela e o Darls estavam fazendo todas as receitas que existiam na internet, como que o Lars 10 dia aqui era a causa do botijão ter acabado?
Então aquilo começou a ficar espinhoso e o meu erro foi não ter confrontado. Eu comecei a me sentir acuado com o Lars e não sabia o que fazer, ele já estava numa puta situação frágil por ter saído da casa da irmã por indisposição com o sobrinho e a coisa que eu mais queria era que ele se sentisse confortável na minha própria casa.
No meio de tudo isso, ele voltou a trabalhar e eu passei a acordar cedo junto com ele, pra tomar café e abrir o portão pra ele poder sair, num desses dias, eu levantei e fui no banheiro e enquanto eu usava, a Karls bateu na porta perguntando quem é que estava lá dentro de uma maneira meio ríspida, no caso era eu, mas o Lars viu a situação toda, ele não me falou, mas eu reparei que ele parou de tomar banho de manhã antes do trabalho. Dizia ele que o banho da noite era suficiente.
Depois, ele parou de tomar café da manhã, disse que tomaria café na cafeteria que ele trabalha.
A próxima coisa que aconteceu foi um dia que eu estava na cozinha e fui informado que Karls e Akarls decidiram que não iríamos mais fazer as compras de mercado juntos. E que só manteríamos os produtos de limpeza e higiene e que o resto era cada um por si.
Confesso, que na hora não compreendi o que estava acontecendo, eu estava muito desligado, na verdade não acreditava que os meus amigos estavam me excluindo por causa do Lars, eu estava sendo ingênuo, pois não imaginaria que aquilo estava acontecendo.
No meio desse caos todo, Lars, virou pra mim e disse que a irmã dele pediu que ele fosse na casa dela. Então ele iria direto do trabalho e dormiria lá no sábado para o domingo, já que estaria de folga e voltaria pra cá no domingo a noite.
Só que ele não voltou, ele disse que a irmã dele pediu para que ele dormisse lá mais uma noite. Pensei, okay, ele vem então amanhã direto do trabalho pra cá, mas aí ele não veio na segunda, foi quando o peso de tudo bateu.
A essa altura eu já estava angustiado com tudo aquilo e direcionei minha frustração para o lado errado, em vez de confrontar quem estava causando toda essa situação insatistória, eu cobrei dele, porque ele não estava aqui. Perguntei, porque ele não queria estar mais aqui. Ele falou que queria. Então, eu perguntei porque o domingo, virou segunda e agora a segunda virou terça? Ele hesitou, aí eu perguntei se era por causa da Karls e ele disse que só não queria incomodar ninguém.
Eu fiquei mal, por ele se sentir mais incomodado na minha casa do que na casa da irmã dele com o sobrinho folgado que estava fazendo da vida dele um inferno.
Fiquei desapontado, ele veio na quarta, conversei com ele, disse que iria conversar com a Karls sobre toda essa situação. Mas já era tarde.
Era a última semana de Julho, e antes mesmo que eu pudesse conversar com a Karls, Akarls chegou dizendo que não dava mais para dividirmos a conta de água como estávamos fazendo, por 3, teríamos que dividir por 5, já que a conta ficou mais cara.
Na sexta-feira daquela semana, Lars encontrou um quarto numa casa que ele meio que alugou as pressas e ele se mudaria na primeira segunda de agosto. Quando eu pude confrontar Karls, no sábado, sobre tudo aquilo, já era tarde. Falei que fiquei chateado deles quererem repartir a conta da casa por 5 com o Lars pelo mês que ele passou aqui, mas isso nunca foi nem cogitado nos 5 meses do Darls aqui. Falei que fiquei decepcionado por ela não ser capaz de enxergar a minha felicidade. Por não ser capaz de ver o quanto eu estava feliz, como eu enxerguei a felicidade dela com o Darls e o recebemos de bom grado dentro de casa por causa da felicidade dela. Disse que foi muito cômodo pra ela ter alguém pra poder dormir junto, assistir coisas juntos, ter os momentos a dois e quando eu pude ter o mesmo, ela não olhou para mim com os mesmos olhos.
Enfim, Lars se mudou, tomei esse tempo que poderia estar assistindo uma série com ele para escrever tudo isso. Angustiado e decepcionado. Darls não tem culpa de nada do que está acontecendo, mas agora acho completamente injusto ele estar aqui e o Lars não estar, não sei o que fazer, minha vontade é de falar, "acabou a quarentena para os dois, pode voltar para sua casa". Me sinto injustiçado e triste por alguém que eu amo tanto, não ter sido capaz de enxergar que eu estava feliz. É isso, estou esperando a próxima sessão da minha terapia e Karls e Darls estão lá no quarto dela e eu estou só.
E para finalizar, essa foi minha conversa agora a pouco com o Lars.
Lars https://imgur.com/gallery/PRrxEI6
submitted by denesfernando to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.01 17:52 Natalia_Richarde2020 O DIA QUE FUI AMEAÇADA DE MORTE PELA EX

oi luba, turma, gatas maravilhosas, papeis assassinados, editores e possível convidado (que quase nunca tem), hoje vou contar minha triste historia de como fui corna e traída por amigos. bom luba essa é a minha primeira vez participando e espero muito que goste da historia.
ps: estou repostando, pq a anterior tinha alguns detalhes faltando e alguns erros de português ( me perdoe se ainda conter alguns), mas sem delongas vamos a historia.
Eu tinha uma amiga e a gente era bem próximas no período do ginásio e aí quando fomos para o 1° ano do colégio (2015) foi quando eu conheci um menino e a gente sempre foi próximos e por mais que ele trocava de turno na escola (por conta de trabalho),mas isso não interferia nossa amizade e nessa época ele começou a namorar essa amiga minha e cara eu shippava eles pra caralho e sempre apoiava e tudo mais, mas quando foi no 3°ano do colégio (2017) eu e esse meu "amigo" ("amigo" pq eu considerava ele mais um irmão) a gente caiu na mesma sala e aí ele sempre me pedia conselhos sobre o namoro pq segundo o que ele me contava, ela era muito infantil no namoro e tinha ciúmes demais e ainda tinha ciúmes de mim e tipo sempre dei conselhos para ele conversar com ela e assim se resolverem e essa amiga minha em vez de chegar em mim e perguntar as coisas para mim, ela simplesmente mandava outras pessoas perguntar sobre minha relação com o namorado dela e bom sempre fui sincera e sempre falei que considerava ele como meu irmão e que eu e ele não tínhamos nada. Mas ela sempre vinha com as criancices e tudo mais e depois dele passar o ano todo nesse chove não molha ele pediu mais conselhos para mim sobre e eu já tinha dado vários conselhos e o namoro deles não melhorava e o mais sensato quando isso acontece é o término (principalmente quando o diálogo não funciona mais) e aí eu falei para ele que se não tinha jeito que ele terminasse com ela, pq eu não queria o meu irmão sofrendo e assim ele fez e nisso começou o inferno, pois, ele começou a ficar com uma outra amiga nossa e ela começou a xingar eu e essa menina para o colégio todo e sempre quando alguém ia tirar satisfação, bom se fingia de que não tava fazendo nada e que os outros queria envenenar ela para nó,s blz os dias foram passando e aí eu e ele começou a ficar mais próximos, pois a gente cantava no mesmo ministério e aí a gente acabou começando a ficar serio e após 1 mês e começamos a namorar e aí a ex dele veio de mimimi para o meu lado sobre ele e dizia que ele amava ela ainda e aí eu contei que a gente tava namorando e tudo mais e que ele já tinha esquecido ela e que era pra ela seguir a vida dela(maldita hora que fui falar isso) essa menina começou a nos perseguir e nesse meio tempo conheci uma menina (meu namorado que apresentou ela)e ela se tornou uma irmã e ela sempre me ajudava em tudo ( guarde essa "melhor amiga/irmã", pois ela é importante), bom essa ex dele começou a nós perseguir e me atormentar e vindo conversar comigo no whatsapp (na maioria das conversas era nós duas brigando) e vinha postando indiretas para mim (e eu como uma boa pessoa retribuía as indiretas, com outras indiretas) e nessa época eu trabalhava e meu namorado sempre ia lá e passava um tempinho lá para me ver, mas teve um dia que ela viu ele lá e foi lá e sentou do lado dele e começou a me provocar tirando fotos dele e postando com legendas fofas e logo depois ela foi na mulher que cuidava do caixa e era amiga dela (essa mulher era bem próxima minha, era quase uma mãe no trabalho, foi ela que me ensinou tudo e me ajudou com tudo sempre, ou seja ela sabia da historia e ela iria me defender e me contar) e essa garota começou a falar que eu tava atrapalhando o namoro dela com ele e falando outras coisas além disso e tentando me envenenar para ela e meio que querendo que eu perdesse meu emprego, mas essa mulher já sabia da verdade e apenas acalmou ela e falou que se ela namorasse ela o pq de quando ele caiu de moto eu que estava lá do lado dele no hospital e não ela e quem cuidou dele foi eu e não ela e outras coisas e nisso ela saiu e a mulher veio conversar comigo e falar o que ela tinha falado e nisso eu comecei a chorar e tudo mais, pois meu psicológico tava totalmente abalado e estava totalmente frustada com tudo ( e também tinha medo dessa menina fazer eu perder meu emprego, pois era meu refugio aquele trabalho e por mais que era difícil lidar com as pessoas, aquele trabalho me fazia esquecer dos problemas em casa e no pessoal) e aí passou um tempo e ela ainda estava atormentando e um certo dia ela veio falar para ele que tava grávida dele (pois eles tinha feito fuc fuc 1 mês antes da gente começar a namorar ou seja, quando a gente estava ficando serio) e aí ele veio até mim e me contou tudo e eu perdoei ele e aceitei ele mesmo tendo um filho com ela e que estaria aqui para ajudar ambos no que precisar e umas horas mais tarde ela apareceu e começou a forçar ele a terminar comigo e ele falava que não ia terminar e ela ficava insistindo e aí eu perdi a cabeça e comecei a discutir com ela no meio da praça e todos olhando (puta vergonha que passei), mas aí como eu vi que ele não estava bem parei de discutir e ele foi conversar com ela e até que conseguiu fazer ela ir em bora e ai ele decidiu não assumir a criança, porém ajudar financeiramente ela e ela não aceitava essa ajuda nossa e fazia altos dramas ( de como ia ser o filho dela sem pai presente e tudo mais) e até que um dia a gente fez ela fazer exame para a gente realmente saber se era verdade a gravidez (como ela tinha uma certa fama de destruir relacionamentos dos outros, a gente foi ter certeza se procedia a história) e aí no dia que eles marcou os exames, meu namorado ia com ela neh, porem ela não esperou ele e tirou sangue sem ele e isso aí já fez a gente suspeitar da procedência do exame (pq o laboratório não era tao confiável), mas aí passou uns dias os resultados chegaram e dizia que ela tava realmente grávida e ainda sim existia a dúvida de ser dele e ela ainda continuava infernizando a gente e aí sempre que eu pedia conselhos para aquela "amiga" minha, ela sempre falava para mim terminar com ele e nunca me apoiava e tudo mais e isso me fez ter um pulga atrás da orelha sobre fidelidade dela (mesmo ela falando que ele não fazia o tipo dela, pq ela pode estar mentindo e a fama dela não era tão boa assim, tanto que tinha vindo pessoas me alertar sobre ela) e comecei a ficar esperta, pq meu namorado sempre que a gente ia sair ele gostava de passar na casa dela e tudo mais (e também comecei a ficar alerta, quando meu cachorro avançou nela, sendo que ele é amoroso e tem teorias de que cachorro tem o sentido de descobrir que não tem boas intenções e isso já me deixou encafifada e também teve um dia que a gente foi na casa dela e eu meio que me senti excluída ) e aí um dia a gente marcou de ir eu, meu namorado e a ex dele para a gente sentar e conversar sobre e bom esse dia chegou e após muita discussão ele me escolheu e ela não queria aceitar e começou a fazer chantagem e ainda mandando indiretas para mim por celular e a gente discutia sempre no whatsapp e aí teve um dia que ele foi por um ponto final e aí ela me ameaçou de morte e tudo mais (pse ele gravou um áudio sem ela perceber e ela me ameaçava e falava que se ela não podia ficar com ele, que eu não ia ficar e que ela poderia ir pro inferno por me matar, mas ela não se importava) e quando descobri isso fique desesperada e com medo e com raiva por ele nunca por um ponto final e tudo mais e isso tava me fazendo perder muito cabelo e eu ter crises de ansiedade, pois estava aguentando essa barra toda sozinha, pois não tinha apoio de ninguém (minha mãe sabia do namoro, porém nunca fui de dividir os problemas com ela e ela amava meu namorado) e aí um dia a ex dele teve um aborto espontâneo e aí ela parou de nós infernizar (esqueci de falar que ela sempre falava que ele só está a comigo para fazer ciúmes nela e tudo mais kkkk sendo que ele odiava ela) e aí a gente começou a ter paz, porém ele começou a ficar mais distante (ele falava que eu era a que tava distante, sendo que eu sempre fazia textinho e ele sempre falava as mesmas coisa que ''ele estava surpreso e não sabia o que dizer'' e demais desculpas esfarrapadas e até gastei 150 reais em uma aliança nova, pois eu tinha perdido a outra numa viagem e cara sempre fazia surpresas eu dava 100% de mim e ele nem 50% dele e isso me deixava muito triste e insegura comigo mesma) e um dia ele foi trabalhar em uma festa e aí ele me traiu com uma outra amiga nossa e ele falou que não foi culpa dele e que a menina que tinha beijado ele e tudo mais (e eu a trouxa perdoei)(esse rolo todo foi em 2018) e aí o ano passou e faltando 2 semanas para acabar fevereiro de 2019 ele me pediu um tempo e nesse período aquela minha "amiga" começou a postar fotos com ele com legendas fofas e tudo mais e era todos os dias praticamente e aí eu me afastei dela e aí nesse período saiu o resultado do meu vestibular e eu consegui passar aonde eu queria e aí eu e meu namorado marcou de conversar e resolver o nosso namoro (pq eu tava quase indo para outra cidade por causa da faculdade) e a gente foi no dia que a gente completava 1 ano de namoro e aí ele chegou deu feliz 1 ano e aí começou a falar que me amava,mas que ele tinha medo de eu ir para outra cidade e trair ele ou conhecer alguém melhor que ele e tudo mais (sendo que qualquer babaca seria muito melhor que ele e serio eu trair ele? esses medo era pq ele era o infiel da relação)e aí ele falou que se eu queria terminar com ele e aí eu falei que seria melhor a gente terminar, pq se pra ele nosso relacionamento a distancia não ia funcionar, então para que continuar e aí ele veio me abraçou e começou a chorar, porém percebi que aquele choro não era muito verdadeiro e aí eu chorei vindo para casa, mas era um choro dele alívio e um pouco triste por ter que contar para minha mãe que a gente tinha terminado, pois como a gente terminou eu estava tranquila que eu não iria sofrer mais e assim iria para outra cidade e não precisarei conviver com aquelas pessoas e aí alguns meses após o término meu ex veio conversar e pedir desculpas por tudo que ele tinha feito e pedir uma segunda chance, pois ele tinha se arrependido de tudo (pq ele tinha namorado e essa menina tratou ele tão mal, quanto ele me tratou e aí ele se deu conta das merdas que ele fez com quem realmente amava ele e que sempre cuidou e quis seu bem), porém após esse término eu comecei a ter mais alto estima e perceber que eu merecia alguém muito melhor e que ele e aí eu naturalmente dei um fora (ele começou a falar coisas do tipo ''você fazia cursinho fora e você acha que eu não iria desconfiar de algo'', insinuando que eu tinha traído ele e eu me estressei e comecei falar e por pra fora tudo e ai ele viu o quão errado ele estava) e uns dias depois um amigo meu veio me contar que esse ex meu tinha ficado com essa "amiga" minha um pouco depois que a gente terminou e eu fui e perguntei para ele e ele me confirmou e aí eu cortei minha amizade com aquela "amiga" e aí ele queria continuar a amizade comigo e eu aceitei, porém sempre fui fria e aí ele veio reclamar que eu não era a mesma e que eu estava fria com ele e aí eu falei que depois de tudo ele queria ainda que eu fosse igual com ele e fingisse que tava tudo ok e aí ele parou de falar comigo, por atualmente eu já os perdoei e queira que ele sejam feliz, contei para minha mãe os reais motivos de eu ter terminado com ele uma semana depois de ter me mudado para outra cidade, pq eu não tinha coragem de contar cara a cara e aí lubinha atualmente eu encontrei alguém que realmente me ama e me valoriza do jeito que sou e sempre me anima e sempre está disposto a tudo por mim, tanto que foi ele que me apoio a vir contar para você essa historia (eu e ele te assiste e então sempre que a gente joga a gente usa algumas frases suas), bom lubinha tenho algumas prints das conversas e queria muito poder deixar aqui para você ver, mas não sei como faz para colocar kkkk, a já ia esquecendo de contar que essa ex namorada dele sempre tentava fazer meu amigos se virarem contra mim, porem não conseguiu e então é isso lubinha essa é minha historia de quando fui traída em um relacionamento e em amizades . bjs lubinha e obrigada por todas as noites de diversão que você me proporciona (principalmente com o quadro nice mendigos e sempre coloco eles quando estou com crise de ansiedade ou insonia, pois me ajuda a acalmar e dormir) e caso queira julgar quem foi o babaca da historia pode ficar a vontade (apesar de eu achar que todos foram kkkkk). é isso lubinha,bjs e desejo todo o sucesso do mundo para você, seus editores e turminha. então é isso bjs lubinha, amo você.
submitted by Natalia_Richarde2020 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.12 03:32 bibisnaguinha Primeiro coração dilacerado ( e um plot twist que talvez não seja um plot twist, mas é a vida)

Olá Luba Wooba, olá turma, editores, papelões, plantas, gatos, possível convidado que provavelmente não vai aparecer, e qualquer outro ser biótico ou abiótico que queira ser cumprimentado.
Eu tinha 13/14 aninhos e era a menina estranha e solitária na minha sala. Eu nunca tinha ficado com ninguém e também ninguém nunca havia se interessado por mim (pelo menos não q eu soubesse). Até que um belo dia (talvez não tão belo), um garoto de outra sala (botando o nick padrão de Carls) começou a demonstrar interesse por minha pessoa e eu, como nunca tinha recebido esse tipo de atenção, sedi. A gente começou a "namorar", porém a gente mal se via pq éramos de turmas diferentes, tínhamos o recreios separados, eu quase não saía de casa, nossos bairros eram afastados, etc, etc. Mas mesmo assim nos falavamos por mensagem e ele dizia gostar muito de mim, mandava dezenas de emoji de coração, falava coisas fofinhas e eu ficava toda boba pq foi a primeira vez q alguém falou cmg assim. Porém isso não durou duas semanas, pq um dia ele falou q precisavamos "dar um tempo" e não era pra eu me preocupar pq ia contiuar "tudo igual" só que não estariamos mais "namorando" (tudo por mensagem de texto e sem explicação nenhuma ). Enfim, eu fiquei triste pra caralho na hora, mas não sabia q o pior ainda estava por vir. No outro dia, na escola, descobri o Carls tinha terminado comigo pq tava ficando com uma amiga minha (vamos chama-la de Barls). Nesse momento eu desabei, chorei pra caralho, de sair ranho do nariz, fiz mó drama no meio da escola (morro de vergonha disso até hj) e fiquei evitando esbarrar com ele e a a Barls na escola tentando superar. Porém, numa tentativa de ser madura, resolvi ir conversar com o Carls e perdoa-lo, pq ódio e mágoa não fazrm bem pro coraçãozinho. Foi uma decisão péssima, não que seja uma ruim perdoar as pessoas, perdão é bom, mas vc não pode esquecer as coisas ruins q te fizeram pra não deixar com que aconteçam de novo, e não foi isso que eu fiz. Pouco tempo depois caí novamente na lábia do desgramado e voltamos. Ele me deu um colar que era "muito especial pra ele e ele queria dar pra alguém especial" e eu me senti nas nuvens de novo. Só que daí, menos de uma semana depois disso, uma outra amiga minha (Varls), veio falar comigo dizendo q ele tava dando encima dela e deu pra ela uma pulseira. Nesse momento eu e a Varls fizemos o seguinte, eu dei o colar pra ela e ela me deu a pulseira. No outro dia eu pedi pra conversar com o Carls antes da aula começar, entreguei a pulseira pra ele (a Varls fez o mesmo com o colar). O desgenerado ainda teve a audácia de perguntar se eu tava brava e dizer q eu fico fofa assim. Eu só falei pra ele nunca mais olhar na minha cara, virei as costas, joguei o cabelo e saí com estilo. A propósito, depois de um tempo eu conversei com a Barls e ela me pediu desculpa. Hoje, 4 anos depois do ocorrido, a gente ri e agradece por ter se livrado desse mané.
Enfim, essa foi a minha história, não é nada de mais, mas espero que tenham gostado. Um beijo com queijo pra todo mundo!
submitted by bibisnaguinha to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.05 02:36 Soul11168 SOU BABACA POR ME SENTIR EXCLUIDA PERTO DOS MEUS "AMIGOS"?

Olá Luba sem barba ou Luna, editores, gatas e turminha, tudo bem? nimguém liga mas essa é minha primeira vez aqui no reddit, hoje vim contar a minha "historia" com o meu ex grupinho de amigos. (por favor, vossa voz de menina de 14 anos).
eu tinha lá meu grupinho de melhores amigos formado por mim, karls, varls e barls (o kars e o varls são irmãos) O karls e a barls, se gostam porém não namoram,Isso fez com que eu sempre me sentisse a excluídakk : eles iam pro culto juntos, ela almoçava na casa dele, iam pra escola juntos.. Eles literalmente faziam tudo juntos e nunca me chamavam pra nada, eu sempre ficava vendo as fotos deles juntos que eles postavam e blá blá blá, Até aí tudo bem, eu entendia o amor deles, apoio até hoje e tudo mais. Acontece que pro karls, que na epoca era meu melhor amigo, pra ele eu sempre fui uma segunda opção. Uma vez a gente tinha brigado e ele me disse que sempre quando ele brigava com a barls ele me pedia ajuda e eu sempre resolvia. E literalmente ele só me chamava pra perguntar oque ele poderia fazer pra aliviar a dor dela. Eu fiquei muito magoada com isso, pode ser drama sim, mas me magoou então eu acabei me afastando, Oque mais me deixa magoada é o fato de que eu comecei a namorar uma pessoa que eu tinha "acabado" de conhecer. Primeiro, a barls disse que não gostava muito da pessoa, por 0 motivos ??? Teve um dia que eu fui ver primeiro ele na escola, e no intervalo ela literalmente não quis me ver pq avisaram pra ela que eu tava com ele. Tipo ? desde que eu cheguei naquela escola eu só andava com ela, todos os dias e eu já gostava da pessoa, eu queria ficar com ela também, eu chamei ela pra ela vir ficar com a gente, porque não tava só eu e a pessoa que eu gosto lá, eu sempre fiquei em meio do karls e dela, eu nunca reclamei por falta de atenção ou blá blá blá, eles SEMPRE estavam juntos, eu nunca reclamei por ela estar com ele e não comigo.
O karls, quando soube que eu tava namorando alguém que eu "mal conhecia" me falou coisas como
"tem certeza que vcs se gostam? a quantos meses vcs se conhecem? ele ja falou de vc pra familia dele, e vc ja falou dele pra sua familia?" "eu falo com vc pq é vc que vai se machucar se algo acontecer, vc ta apaixonada pra caramba. imagina, se ele volta com aquela menina? e se ele fica com outra? e se ele da em cima da barls?"
eu fiquei muito magoada depois dessas mensagens, pq tipo, eu tinha acabo de descobrir que o amor era recíproco e ele foi lá e me deixou ?????? tipo, o importante não é se eu e o meu namorado estamos felizes?? se der errado, não era pra acontecer, e vida que segue.
isso tudo ainda acontece, porém eu me afastei bastante do karls, de tanto que eu me magoei com isso eu cheguei a um ponto de não ligar mais pro que ele posta com ela, e blá blá blá.
o importante é que eu to namorando a cinco meses, e ta tudo certo! mas enfim, fui babaca por me distanciar deles, apesar de não me sentir mais confortavel com a presença deles depois de tudo isso?
manda um beijo, sem corona se puder < 3
submitted by Soul11168 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.01 05:11 Oshi_neah Fui babaca por tentar dar uma lição de moral no meu ex? (MINHA PRIMEIRA VEZ AQUI, UHUUUL)

Olá Lubinha, esforçados editores, Espírito Santo já que o possível convidado nunca está conosco, lindas gatas, finados papelotes e turma que está a ler.
Essa história tem quase 1 ano e basicamente ela é sobre o término do meu webnamoro. Se preparem, talvez vai ser longa. Pode me chamar de Carls, Luba. Eu ficaria feliz kkkjj (manda um beijo pro Espírito Santo-ES se ler essa história por favor menorquetreix ❤
Bah ahã, eu namorei um boy virtualmente por 1a e 10 meses (vou chamar ele de Zarls pra ficar legalzinho) e terminei por que o namoro já tinha ficado cansativo, eu não estava mais gostando dele e ele não parecia estar mais interessado em mim, tivemos muitas brigas durante o relacionamento principalmente por causa de ciúmes de ambas as partes (namorar a distância é muito pior em relação a ciúmes, e eu achava um saco ter que lidar com isso) e ele estava há um tempo falando bastante de uma outra garota que ele tinha conhecido na escola e eu desconfiava que ele estava me traindo com ela (PS: fiquei sabendo que o Zarls ficou com essa garota assim que eu terminei com ele, pois é) ele dava muitas desculpas pra não ficar mais comigo, não gostava de jogar comigo e nem dava sugestões de novas coisas que pudéssemos fazer juntos, mesmo distantes, não se esforçava pra gostar de nenhuma das coisas que eu gostava apesar de eu começar a gostar de muitas coisas por causa dele e pra ter assunto pra falar com ele, além de que em tudo o que a gente discutia, ele sempre tentava se sair por cima querendo ser melhor doq eu em tudo e isso me deixa extremamente irritada.
Bom, depois do nosso término nós acabamos não rompendo 100% do nosso contato pq nós estávamos no mesmo grupo de amigos do Facebook e eu não queria me desfazer de todos eles por causa de um namoro rompido, e sempre que eu ia dizer alguma coisa ele tentava me mandar uma indireta dizendo algo relacionado a mim que ele não gostava quando estávamos juntos, quando eu desabafava por estar triste ele se metia dizendo coisas como o típico Nice People "Ain, está com depressão? Apenas fique feliz! Apenas supere!" (tive depressão antes de estar com Zarls e depois ainda tive depressão por bastante tempo e ele sabia disso e me ajudou bastante algumas vezes, isso ainda vai ser relevante), fiquei muito nervosa com essas coisas e dei uns cortes nele até que ele me bloqueou e saiu do tal grupo que tínhamos com esses amigos, nesse meio tempo eu acabei reclamando muito dele com esses amigos, disse que ele tinha sido hipócrita comigo e que eu não aguentava mais lembrar dele, até que cheguei em um pico de raiva e disse que na verdade, preferia que ele estivesse morto (sei que fui muito cruel dizendo isso, mas não acabou por aqui) Algum tempo depois, uma página de LoL (nos jogavamos muito LoL juntos) anunciou que criaria vários grupos separados no Whatsapp para os fãs da pagina (se não me engano eram 5 grupos) e eu fiquei super animada em participar pq gosto de conversar com pessoas diferentes sobre coisas que eu gosto muito. Lembrando que tinham 5 grupos nessa página, e existiam mais 4 opções além da minha pra ele entrar e ficar lá com diferentes tipos de pessoas, mas adivinha em qual grupo ele entrou?
Exatamente
NO MESMO QUE EU!!
Eu reconheci ele pelo número de telefone dele (detalhe: dois anos de namoro e ele não tinha decorado meu número KKKKKKKKKKKK)
Ele não sabia que eu tava no mesmo grupo que ele, pq como eu disse ele não tinha gravado o meu número no celular dele, porém assim que eu percebi que ele estava no mesmo grupo que eu, eu quis sair de lá, porém eu percebi que no meio das mensagens que ele mandou, ele estava reclamando de uma ex, e até aquele momento a única ex que eu sabia que ele tinha era eu, e quando fui ler ele realmente estava reclamando de mim, e além de estar reclamando ele estava MENTINDO SOBRE MIM E ME FAZENDO PARECER A EX LOUCA E SURTADA QUE ABUSOU DO INCRÍVEL PSICOLÓGICO DE MERDA DELE. Eu fiquei enojada e não acreditei que ele tava falando coisas tão ruins do nosso relacionamento, eu me desdobrei tempo inumeras vezes pra tentar fazer ele feliz e se sentir melhor mesmo que meu emocional estivesse pior ainda, já que na época eu tive depressão e até mesmo me automultilava pra tentar resistir a dor que eu sentia) No meio das conversas ele disse que eu era IDIOTA E TROUXA por ter comprado 2 skins no LoL de presente pra ele, o que custou uns 60 reais do meu bolso e ficou se exibindo por ter ganhado de mim skins bonitas e de patente alta no jogo (ele nunca me deu um único presente em dinheiro, nunca comprou nada pra mim e eu nunca cobrei isso dele pq dizia que o importante não eram presentes caros e sim oq ele sentia por mim, oq pelo que eu vi era um sentimento falso). Nesse momento, eu fingi que não era a ex dele e que só era uma pessoa ali no meio e entrei no meio da conversa, tentando ao máximo não atacar ele pq eu já tava PUTA de raiva, mas sabia que atacar e xingar ele não resolveria nada, então só disse que não achava saudável as pessoas atacarem outras e chamarem elas daquela forma, principalmente se essa pessoa era uma ex e tinha feito parte da vida dele, que ele deveria ter um pouco de respeito pelo que a pessoa tinha representado pra ele. Pois bem, o Zarls TIROU ONDA doq eu disse e afirmou que a ex dele era só uma louca que sentia ciúmes sem motivo dele com a amiga lésbica dele (eu realmente senti ciúmes dele com a melhor amiga dele, apesar de ela ser lésbica, mas não era pq eu achava que ele ia me trair com ela, e sim pq quando ele estava com ela, ele não me dava atenção NENHUMA, NEM UM PINGO, ZERO, UM VÁCUO DE ATENÇÃO, e isso não aconteceu uma ou duas vezes, acontecia direto, eu reclamava com ele, ele dizia que ia mudar mas nunca mudava) aí eu tinha ficado nervosa, perguntei se "a ex" dele tinha algum problema psicológico pra sentir ciúmes compulsivos dele (pq foi oq ele disse que eu sentia, aiai) aí ele só disse que ela só tinha depressão (pelo menos uma verdade), e eu falei me vitimizando um pouco, isso eu confesso, que talvez ele não tinha tratado ela como deveria, já que ela tinha depressão os sentimentos dela nunca seriam 100% normais pq existia muita insegurança e coisas do tipo, e disse que se ele tivesse oportunidade de conversar com "ela", seria bom que ele pedisse desculpas pra ela, pq se "eles" tinham terminado, claramente a culpa não era só dela, e sim dele também (não tiro de mim a culpa pelo meu relacionamento ter dado errado, sei que cometi erros também, mas eu sempre me esforçava pra mudar eles, coisa que eu nunca vi ele fazendo) e mandei ele ter mais respeito pelas pessoas e parar de falar mal de ex'es dele na internet no meio de um monte de desconhecidos que provavelmente nem conheciam ela, pq isso era falta de respeito e que o relacionamento era uma coisa que ele tinha que resolver pessoalmente com ela, e não ficar explanando a vida dela pra gente desconhecida. Pois bem, uns 10 minutos depois disso aparece mensagem dele no meu Whatsapp, mensagem privada mesmo, dele me mandando parar de fazer drama no grupo, sendo que era ele quem estava lá me apresentando como uma louca e ele como o santo que não fez nada de errado, mentiroso do krl. Perguntei como que ele tinha conseguido meu número e ele disse que tinha pegado o número sabe com quem? Com aquela melhor amiga lésbica dele (vou chamar de Karen, que se dizia minha amiga também e eu tinha desabafado com ela dias antes disso e ela parecia me apoiar e não a ele que tinha literalmente ME TRAÍDO), nessa hora fiquei puta com os dois, com ele por ter mentido muito sobre mim e com ela por ter dado o meu número pessoal pra uma pessoa que eu claramente não queria que tivesse o meu número sem nem me perguntar antes. Quando ele me reconheceu e mandou mensagem no privado, eu disse pra ele pra parar de ser infantil, que essa atitude dele não se fazia ainda mais com uma pessoa que tinha perdido 2 anos da vida dela por causa dele e que ele sabia muito bem que tinha depressão e que poderia muito bem se matar depois de um absurdo desses que ele tinha feito simplesmente pra parecer o "bonzão", falei que fui muito trouxa de ter acreditado que um dia ele gostou de mim, falei que ele era um fingido desgraçado e que não merecia nem um único segundo que eu gastei com ele e nem um único centavo que eu tinha gastado com presentes pra ele, falei que esperava algo mais decente vindo dele e que depois de não ter nem tido a iniciativa de me pedir em namoro por si próprio (ele me pediu em namoro pq uma amiga aconselhou ele a fazer isso), esperava que pelo menos no término ele agisse como homem e não como uma criança que só queria atenção. Falei que ele não merecia a mulher que eu tinha sido pra ele, e que como ele era um mentiroso crianção de MERDA e não respeitava nada doq eu fui pra ele, na verdade ele não merecia mulher nenhuma. Bloqueei ele depois de ele pedir desculpas da forma mais genérica possível e disse que antes de fuder o psicológico de outra garota, ele precisava primeiro crescer e tentar ser uma pessoa melhor. Fui conversar com essa amiga dele que deu meu número pra ele e ela confirmou que fez, mas ficou se fazendo de vítima e depois me bloqueou também, acho que tinha me livrado de uma boa, pq se ela tinha me metido a facada nas costas uma vez, ela poderia fazer de novo futuramente. Não acho que ela tenha se arrependido, mas enfim, foi isso que aconteceu. Depois de um tempo me arrependi um pouco de ter fingido ser outra pessoa pra fazer essas coisas com ele, mas não sei julgar se foi injusto, por isso deixo o julgamento com vocês. Eu fui babaca ou não fui?
PS: Na época eu tirei prints das conversas no Whatsapp, mas eu troquei de celular e não consegui salvar as fotos, e tbm não achei elas no meu Google Fotos pra confirmar, mas vou continuar procurando. Se eu achar tento colocar aqui no post ok? Beijos lindos menorquetreiss
submitted by Oshi_neah to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.29 15:07 Oliver_orvalho “A culpa não é minha que comparei opinião genuína com o N4z1sm0,e sim sua que tem que adaptar a sua noção de bom senso” pt.1

Está NÃO é minha primeira vez aqui :3 Olá Luba,turma que está a ver,editores,falecidos papelões e gatas
Antes de começar a história irei falar algumas coisas que julgo que possa ser importante: Eu sou um garoto trans e atualmente eu tenho 14 anos,sou abertamente assumido e a história que eu vou contar é só MEU ponto de vista sobre oque aconteceu. Eu disse que você pode julgar quem foi o babaca nesta história,mas no final acaba que todo mundo foi o babaca. Eu sei que em parte foi minha culpa de todo este drama que aconteceu, mas também tenho noção que a culpa não foi totalmente SÓ minha (fica aberto para discussão) Vamos para a história:
Alguns meses atrás eu conheci um garoto no grupo de jovens da igreja que eu comecei a frequentar,vamos chamá-lo de Carls, ele parecia ser um cara super legal,gentil com senso de humor e carinhoso, e não demorou muito para começarmos a namorar (até o momento ele não sabia que eu era trans,eu não contei para ele pois eu tinha medo dele me rejeitar,está ideia era ainda mais forte por ele ser de uma família religiosa e conservadora,eu sei que errei por não contar para ele logo de cara) No nosso primeiro encontro eu tomei coragem e contei para ele que eu era trans,e ele parecia ter levado de boa...grande engano meu. O tempo foi passando e o nosso namoro parecia um conto de fadas, que mais tarde, se transformou em um dos meus maiores pesadelos. A quarentena mal tinha acabado de começar,eu e o Carls conversávamos todos os dias e todas as horas através do celular, e depois de um tempo finalmente surgiu a nossa primeira briga,que foi bem boba e no final a gente se resolveu, pouco tempo depois,outra briga,e mais outra e mais outra briga novamente. Agora a gente brigava sem parar. Ele vivia me dizendo coisas horríveis como eu ser “grosso”,”seco”,”antipatico” e “ingrato” coisa que eu sabia que eu não era,e sempre que eu perguntava de onde foi que ele tirou isso ele só falava para eu “pensar no que tinha feito”,coisa que me deixava ainda pior já que isso me causava várias crises de ansiedade e sentimento de insuficiência. Uma vez começamos a brigar apenas por termos opniões diferentes sobre PR0N (bem idiota isso eu sei,tenho print desta briga) E num dia qualquer ele chegou para mim no celular e me perguntou oque significava a bandeira que estava no recado do meu perfil (está aqui 🏳‍⚧ ) e como eu sou bem de boa em relação a esta assunto e compreensivo eu expliquei para ele,e eu sempre repetia a explicação quando ele não entendia algo. No dia seguinte ele começou a me pressionar sobre isso dizendo que eu nem tinha “tentado me aceitar como garota” que “eu tenho apenas 14 anos” e outras coisas assim (tenho print disso,mas não sei se vou conseguir colocar no post) e no início eu tava levando de boa e explicando novamente sobre o assunto,só que ele ficou mais agressivo conforme a conversa ia fluindo,e tornava a falar coisas que começaram a me magoar muito,nesta briga eu também acabei magoando o Carls achando que eu estava no direito de revidar os ataques que ele fazia Segue aí com alguns prints das brigas (eles estão aleatórios pq não lembro mais qual veio primeiro e qual veio depois)
as maiores pérolas de Carls
Obrigado por ler a primeira parte deste post,não vai demorar para que eu poste a segunda parte...isso se eu não me arrepender e mudar de ideia,provavelmente o segundo post vai ser mais curtinho mas não tenho certeza se o post vai ser aceito já que ele aborda um “assunto delicado” Bye bye
submitted by Oliver_orvalho to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.24 22:48 whote__ historia nada a ver mas precisava desabafar pq sinto que vou EXPLODIR

Não sei bem por onde começar, mas bem... Oi turma :) Prefiro deixar meu nome em off, queria contar uma historia que aconteceu/vem acontecendo há um tempo e eu sinto que vou sufocar se não conseguir falar isso pra alguem... Eu comecei a namorar um colega de faculdade no começo de 2019, ele tinha uma fama de sempre ser escroto com garotas, de ficar falando mal pelas costas, achei que fosse mentira, até pq na faculdade eu também tinha fama de piranha, mesmo sem ser (só havia ficado com duas pessoas da universidade inteira durante os 3 anos que cursei, larguei logo em seguida o curso). Enfim, mesmo se ele fosse essas coisas, achei que poderia mudá-lo... Bom, no começo era incrível, a gente se divertia muito, nosso ciclo social era o mesmo, então era muito mais fácil. A gente costumava ir muito pra barzinhos, bebia muito, mas eu nunca quis fazer nada a mais com ele, nunca me senti confortavel pra fazer coisas com ninguem e também nunca sequer senti vontade. Até ai tudo ok, até que um dia eu tava muito bebada e pedi pra ele me levar pra casa, encostei a cabeça no vidro do carro e fui dormindo no caminho, quando acordei ele tava me levando pra um motel, e eu entrei em panico e simplesmente desci do carro e sai andando sozinha na rua, de madrugada, até encontrar um posto de gasolina e então pedi um uber de lá. Depois desse dia eu decidi terminar, mesmo gostando muito dele. Passou um tempo, eu tava num role com uns amigos, ai acabaram soltando que ele tava ficando sério com uma menina (que se dizia muito minha amiga), e não faziam nem duas semanas que a gente tinha terminado, e eu no auge do alcool e da minha falta de noção, liguei pra ele, falei que tava com muita raiva, que amava ele, e tudo ele respondendo que se sentia do mesmo jeito, que queria ficar comigo mas não ia terminar com a carls só pq eu tava pedindo pra voltar. Enfim, mesmo com todo esse drama, ele continuou com ela, mas toda noite me ligava, falando que me amava e um monte de coisa linda, tal dia eu resolvi confrontar a menina, pq ela era minha amiga ne? Ela falou que não quis me dizer nada pq não queria me magoar, que ela tava apaixonada por ele e que sim, eles iam acabar namorando. Até que na vespera do meu aniversario, fui num evento na faculdade, que eu ja tinha largado nessa época, e como eram os melhores amigos que tinham organizado, eu fui pra dar meu apoio (e pra beber de graça também ne kkkk). Ele tava lá, e a menina não, acabou que o evento terminou umas 22h e eu disse que queria virar meu aniversário junto com a galera, dai a gente foi pra um barzinho e ficou por lá até meia noite, dai quando a gente tava indo pra cara, ELE insistiu com o pessoal pra deixar eu e meu melhor amigo em casa (pq a gente mora muito perto) dai ele deixou meu amigo em casa primeiro, e eu tava extremamente alterada, dai na hora que ele parou na porta da minha casa ele me beijou, e eu trouxa apaixonadinha deixei, mas ele ainda tava com a garota. Ok né, depois desse dia a gente voltou, só que as coisas ficaram meio estranhas, ele insistia pra me buscar na faculdade todo dia (eu tinha começado outro curso, a aula acabava 23h e ele morava do outro lado da cidade), ele ficava com raiva se eu não respondesse ele no whatsapp quando eu tava no trabalho, ou ficava puto pq quando eu chegava em casa e dormia, e ainda ficava entrando no assunto de sexo constantemente, e eu nao queria, sinceramente nao queria. Minha rotina era extremamente puxada, eu tava treinando pra um campeonato nacional (sou atleta de mma), entao de 7h até umas 10h~11h eu treinava, corria pra entrar no trabalho 12h e saia 19h e depois corria pra faculdade pra entrar 19h e sair 21h, então muitas vezes eu nao queria sair no fim de semana, eu so queria descansar, e ele tinha muita raiva disso. Até que no começo desse ano, bem no começo de janeiro, eu decidi terminar, pq nao tava conseguindo priorizar ele da maneira que ele queria, mas ai começou o problema, primeiro que quando eu falei que queria terminar ele soltou um "eu devia ter escutado meus amigos e nao ter namorado uma puta como voce", e detalhe que ele sempre ficava trazendo coisas do meu passado como se fossem muito erradas, tipo eu ter ficado com pessoas (????) como se fosse super errado... No dia que terminei, ele passou a noite inteira com o carro estacionado na frente da minha casa, e no outro dia e no outro... Começou a aparecer no meu trabalho, no estacionamento da minha faculdade, e foi ai que minha sindrome do panico voltou a atacar, comecei a ter crise de ansiedade, ataque de panico so de ver carro igual ao dele na rua. Então chegou ao ponto que eu não conseguia mais sair de casa, só consegui sair lá pro final de março, depois dos meus amigos insistirem muito, então a gente foi, curtiu uma noite muito daora, foi super divertido, uma dia perfeito. Mas como nada pode ser perfeito, quando a gente tava do lado de fora do barzinho decidindo qual ia ser a rota do uber, ele apareceu la do nada, ninguem tinha falado, ninguem tinha postado nada, eu implorei pros meus amigos nao falarem pra ninguem onde a gente ia estar, mas lá tava ele, sozinho no lugar que a gente tava. Eu comecei a passar mal, e pedindo pra ele ir embora, e ele dizendo que queria conversar comigo e que me deixava em casa, depois dele insistir muito e de contraria todos meus amigos eu aceitei ir com ele pra ver o que ele tinha pra falar, foi a pior ideia da minha vida. Então a gente tava no carro e ele começou a falar como eu tinha sido ingrata, como eu tinha sido uma namorada ruim e eu tava tão focada na conversa que não percebi que de novo ele tinha me arrastado pra um motel, e começou a insistir pra eu entrar com ele pq ele queria so terminar de conversar, e a gente nunca tinha como, e então eu nao aceitei, eu tava com medo, queria ir pra casa, meu celular tava descarregado, e ele começou a insistir que eu subisse, e eu nao queria, até que consegui me soltar dele e, posso estar louca mas posso jurar que ele me empurrou da escada, mas foi meu jeito de fugir e sai correndo até chegar na recepção e pedi pro cara chamar um uber pra mim, meu braço tava doendo muito. Consegui sair de la, cheguei em casa chorando mas não podia contar o que tinha acontecido/o que vinha acontecendo pros meus pais pq eles são muito crentes e iam acabar me culpando por tudo, então inventei uma historia qualquer pra minha mãe pq ela ja tava com muita raiva de mim por estar chegando 4h da manha em casa, então tomei um banho e fui dormir, e com meu braço doendo muito. No outro dia meu braço tava super inchado, minha caixa de mensagem lotada de mensagens dele me xingando. Fui no hospital bater um raio x do braço, descobri que tinha quebrado, acabei perdendo o campeonato que eu tanto treinei pra participar e ficou por isso. Logo em seguida perdi meu emprego por conta da quarentena, tenho zero ideias de como vou pagar minha faculdade proximo semestre, e até hoje recebo constantemente mensagens dele me xingando e no outro dia pedindo desculpas pq ele me ama... Isso consome minha cabeça 24/7, penso nisso o tempo todo, tenho pesadelos todas as noites, então so durmo a base de remedio, e nunca pude contar nada pra minha familia pq eu que estaria errada nisso tudo. Peço desculpas a quem leu até aqui, eu literalmente so precisava desabafar...
submitted by whote__ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 09:30 geo_chan_uwu Ele correu atrás de mim durante o ano inteiro e quando conseguiu o que queria... terminou comigo.

Olá Luba, editores e pessoas em geral que estão a ver esse post, (RESPEITEM A QUARENTENA) Vim aqui para destacar a minha imensa indignação por um garoto que era apaixonada e hoje só quero quebrar a cara.
Isso tudo iniciou-se no ano de 2019 quando eu estava me recuperando de um término conturbado e vários problemas pessoais,foi então que me chamaram para um evento da igreja (Eu precisava me distrair,estava mentalmente esgotada,então acabei aceitando). O evento durava TREIX dias (até ai tudo bem),mas no segundo dia houve uma apresentação sobre a comunidade LGBT e como isso era contra a igreja (detalhe não tão importante para a história: sou bi) e após isso fizeram com que nos uníssemos em grupos e lá eu conheci o segundo maior erro da minha vida,vamos chamá-lo de CARLS; No final da apresentation,o menino e eu ficamos batendo papo como quem não quer nada até que acabamos trocando os nossos números. No terceiro e último dia,após a finalização do evento,CARLS apresentou-se para minha mãe e acabou nos acompanhando até em casa.
O tempo passou e ficamos um tempo sem nos falar,mas do nada voltamos e isso durou tanto tempo que acabei me acostumando com a presença dele em minha vida....CARLS me levava em casa,me levava ao curso,me ajudava com física....para resumir ele era o boy magia que eu sempre quis. Um dia ele se convidou para me buscar no colégio e quando estávamos indo embora ele tirou um anel do bolso e me pediu em namoro (é agora que a desgraça começa,meus amigos). Eu fiquei meio em choque,então pedi um tempo para pensar (clássico). Só para constar: pensar para mim significa chamar as friends e surtar analisar com elas a situação,após feito isso,a trouxa aqui mandou uma cartinha estilo "Para todos os garotos que já amei" e o aceitei em namoro.
AGORA PULAMOS PARA A PARTE EM QUE O AMOR DEIXA DE SER BELO E SE TORNA UM INFERNO:
Em pouco tempo de namoro ele começou a fazer algumas exigências como mudar meu jeito agitado para ser mais quieta e recatada,até ai eu aceitei,afinal quem nunca mudou algo em si para satisfazer o parceiro? Mas isso não era tudo,Carls era extremamente ciumento (no começo pq depois ele me largou de lado),ninguém podia sequer olhar para mim que ele ficava todo rabugento comigo o dia inteiro... EU NEM SEQUER PODIA SAIR COM AS MINHAS AMIGAS SEM ELE caso ao contrário ele ficava chateado e como me importava muito com ele eu não saía com elas sem o bendito,o que FARLS,minha melhor amiga, muito irritada e com uma pulga atrás da orelha em relação a ele.
O relacionamento chegou ao limite quando o Carls chegou em minha HUMILDE residência e chamou meus pais para conversar dizendo o seguinte: "Senhor Trals,a atitude infantil de MOLEQUE (Ele usou esta exata palavra pq dizia que via meu pai como uma criança) que o senhor acaba transmitindo para a sua filha acaba a afetando e eu acho que o senhor deveria ser mais sério,ser o homem da casa."
ELE TAMBÉM FALOU NA CARA DOS MEUS PAIS QUE EU OS ODIAVA.
Meu pai ficou tão irritado que jogou a garrafa no chão e saiu de casa e para piorar o CARLS foi atrás dele para continuar mostrando sua visão sobre o meu pai e suas atitudes em relação a mim (Eu estava tão assustada que não conseguia falar ou sequer defender o meu pai;fiquei com tanta raiva de Carls por ter dito tantas coisas desnecessárias e fiquei ainda mais rancorosa com ele quando o meu pai veio me perguntar CHORANDO se eu não o amava mais)
Eu obviamente não queria mais falar ou sequer olhar para Carls e ele exigia que eu passasse mais tempo com ele (mesmo depois do que o DESGRAÇADO fez e mesmo que estivéssemos em quarentena) sendo que ele mesmo dizia,quando eu ligava,que preferia ficar SOZINHO...
As coisas finalmente chegaram ao fim de fato no dia 21/06/2020,quando ele me mandou um print de uma conversa que estava tendo com algum amigo falando que não estava sentindo a mesma coisa que eu (no caso oq eu estava sentindo era ódio,mas tudo bem),então eu liguei para ele e nós começamos a falar sobre o assunto,foi ai que ele falou da seguinte maneira: "EU ESTOU COMEÇANDO A ACHAR QUE O QUE A MINHA MADRINHA ME DISSE SOBRE VOCÊ NÃO ME MERECER É REAL." (Nesse momento eu fiquei em prantos *nota da amiga que está escrevendo:prantos significa que ela ficou me mandando áudio chorando e fez com que eu me queimasse de tanta preocupação*)
Observação da amiga Farls parte 2: ELE TINHA 18 anos e ela 15 QUANDO COMEÇARAM A NAMORAR e hoje a amiga maravilhosa que está escrevendo (brink's) recebeu uma mensagem do BENDITO CARLS e devido a isso a senhorita que sofreu todo esse drama de telenovela mandou um áudio muito "amigável" para ele *segue os prints - estão na ordem* https://imgur.com/lkiRCDz - https://imgur.com/JwrdcDU - https://imgur.com/mCugeOX - https://imgur.com/oLjeZlf (e só para lembrar,enquanto estavam em ligação ele a instigou a terminar com ele pq ele mesmo não tinha CULHÕES para terminar com ela!Ele a fez parecer como a culpada da história e agora fica mandando mensagem para todos os nossos amigos dizendo que ainda não acabou e que quer falar com ela mesmo ela tendo dito antes de bloqueá-lo que se ele quisesse falar mais alguma coisa deveria falar naquela hora,pois não haveria mais chances.
submitted by geo_chan_uwu to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 03:06 cc_lyz EU SOU BABACA POR "DESTRUIR" O RELACIONAMENTO DA MINHA EX?

Bom, no início do E.M eu conheci duas meninas (vou chamar elas de Luana e Carla) e nós 3 tínhamos uma amizade muito divertida e legal. Depois de um tempo, eu descobri que Luana estava gostando de mim, mas eu realmente não gostava de Luana daquele jeito então deixei ela na zona da amizade. Passou uns dias e Carla veio me contar que também gostava de mim, mas eu não gostava de Carla desse jeito. Eu e Carla tínhamos assuntos em comum, gostos em comum e então nós nos aproximamos; ficamos algumas vezes mas nada alem de beijos e a amizade "continuou". Porém, depois de algumas semanas eu percebi que estava gostando de Carla, e eu decidi que iria contar pra ela pq se ela ainda gostasse de mim, poderíamos tentar algo. Chegando no dia em que eu iria contar pra ela, eu vejo Carla e Luana juntas conversando próximas e falo "haha parecem até um casal", elas riram nervosas e disseram que precisavam me contar algo, daí Carla falou "bom, é que nós duas...estamos namorando" e na hora eu nem soube reagir direito, só depois de alguns segundos eu voltei pra realidade e ri fraco dizendo "ah, felicidades ao casal". Na verdade eu tava brava com Carla pq ela tava ficando comigo e aí do nada apareceu namorando a Luana. Mas eu resolvi apenas deixar pra lá, nós não estávamos em um relacionamento e era só ficar então...enfim. Elas começaram a namorar e eu guardei os meus sentimentos por Carla, no sentido de não contar pra ninguém. Passou um tempo e eu descobri que elas haviam aberto o relacionamento pq Luana disse que ainda gostava de mim, traduzindo ela disse que gostava das duas, e então ela mesma sugeriu de abrir o relacionamento delas. Carla, no relacionamento aberto, deu em cima de mim várias e várias vezes, e então voltamos a ficar. Depois de um tempo Carla terminou com Luana pq disse que ela tinha muitos ciúmes, e uns dois dias depois Carla veio na minha casa e me pediu em namoro. Na hora eu fiquei nervosa pq eu pensava sobre Luana e como ela iria lidar com isso, mas eu pensei "elas já terminaram né?". Comecei a namorar com Carla mas era tudo em segredo, Carla queria gritar pro mundo mas eu tinha muito medo da reação de Luana. Durante o nosso relacionamento, foi tudo um pouco abusivo. Ela tinha ciúmes de qualquer pessoa que eu conversava, fazia drama ou tentava usar o meu lado emocional pra me convencer das coisas, me afastava dos meus amigos, me ignorava quando eu dizia "não" pra algo e afins. Depois de algumas semanas, contamos pra Luana e bem, ela ficou arrasada, eu fiquei com a consciência pesada então sempre tentei ajudar ela a superar, dando motivação e afins, mas acho que a minha presença só fez mal a ela. Conversávamos e ela dizia que nós éramos amigas, que ficava feliz por me ter na vida dela e que me perdoava pelo que eu fiz(eu pedia desculpas toda hora, minha intenção nunca foi magoar ela). Mas ela se afastou bastante da gente, bom kkkk eu pensava que era da gente, mas eu descobri que foi só de mim. Carla sempre preferia ficar conversando com Luana, e eu ficava por perto, pra mostrar que poderíamos ser amigas ainda e era isso que eu pensava que Carla estava tentando recuperar. A nossa amizade(nós 3). Um dia antes de completarmos (eu e Carla) 1 mês de namoro, eu tinha ido na rua pra comprar alguns doces, chocolates, um presente(nn foi caro) e alianças de compromisso [DSCP, EU SOU EMOCIONADA E PENSEI QUE TINHAMOS ALGO SÓLIDO]. Era uma sexta-feira, eu havia comprado as coisas e fui pra casa, animada pq iríamos nos encontrar no dia seguinte, mad chegando em casa eu recebo a mensagem de Carla dizendo que queria terminar tudo pq o pai dela não sabia desse relacionamento e que ele era homofobico e que ela não queria esconder nada dele. Eu, bem ingênua, pedi pra que ela não terminasse(mas ela quis terminar msm) e então eu disse que pelo menos poderíamos ser amigas e se ela quisesse, poderíamos falar com o pai dela, tentar resolver isso mais tarde, quando ela se sentisse mais segura. Eu não insisti muito pra voltarmos por mensagem pq eu sei que ela não iria querer me ouvir... Então no dia seguinte, fomos pra escola pra uma gincana, e quando eu chego lá, vejo minha ex(Carla) e Luana se pegando, na frente da escola toda. Eu tinha levado os doces e as alianças aquele dia, mas quando vi esse cena só consegui chorar pra caramba e joguei as alianças no lixo(os doces eu comi depois hehehe).
Aquele dia muitos amigos meus vieram dizendo que sentiam muito por tudo e eu perguntei o que Carla tinha dito a eles. Meus amigos responderam "ela disse que tinha terminado pq queria ficar com a Luana". Eu xinguei muito no chat dela e disse que nunca mais queria ver ela na minha vida. Elas começaram a namorar uns dois dias depois e eu me afastei totalmente das duas. Elas encontraram uma nova menina e fizeram um trio as três. Depois de me afastar eu consegui superar Carla, porém eu desenvolvi uma ansiedade forte e um belo dia fui na rede social desabafar o que eu sentia(nada sobre elas, e sim sobre mim) e então vi que Luana tinha começado a me seguir, eu não sentia raiva dela e nem sei se deveria. Começamos a conversar por essa rede social e viramos amigas novamente. Amigas virtuais, pq pessoalmente ela me ignorava pq a Carla queria ela longe de mim e Luana tinha medo de Carla fazer algo com ela ou com si mesma.
Luana estava péssima, ela desenvolveu crises de ansiedade constantes, chorava quase todas as noites por conta de Carla. Ela dizia que se sentia presa, sufocada, mas que queria ficar com Carla pq não queria deixar ela sozinha. Outros dias ela dizia que não aguentava mais, que queria morrer, que estava exausta disso(de crises de ciúmes, raiva por parte de Carla).
Eu aconselhei que ela terminasse com Carla pq já não estava fazendo bem pra ela. Elas terminaram num fim de semana, e nesse fim de semana Carla me mandou mensagem me xingando, mandando eu cuidar da minha vida, que era tudo culpa minha elas terem terminado, e que eu ainda queria ela mas que eu não iria ter, disse que eu deveria morrer e que se eu cometesse suicídio, não iria fazer falta na vida de ngm e pra finalizar essa linda conversa, ela disse "mas rlx, daqui a pouco eu gravo um áudio fingindo que tô chorando pra a Luana, que ela volta comigo". Eu mandei print dessa frase pra Luana e ela disse "não sabia que eu estava com alguém assim", mas foi da boca pra fora pq na segunda-feira seguinte elas voltaram.
Depois disso foram longos 4 meses de crises e choros(o mesmo de antes) da Luana [Eu sei disso Pq continuamos conversando, e ela continuou do mesmo jeito]. Eu continuava aconselhando ela a terminar, e foram os 4 meses mais cansativos da minha existência. Até que elas terminaram de verdade. A Carla disse que iria se matar pq não conseguia viver sem Luana e afins. Mas Luana seguiu firme no término.
Hoje eu e a Luana somos amigas e não temos raiva da Carla. Luana ainda é meio emocional por ela(quer o bem e acho que conversam) e eu não me importo mais com essa história.
obs: só vim contar pq o tédio da quarentena não me suporta mais, e é recíproco.
FIMMMM
submitted by cc_lyz to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.22 17:04 eita_vitoria SOU BABACA POR NÃO FALAR COM O NAMORADO DA MINHA MELHOR AMIGA?

Olá luba, Mateus, tuxo, Téo, gatas, almas dos papelões, possível convidado e turma que está a ver!
É o seguinte, eu e minha amiga somos muito próximas, nunca passamos um dia sem nos ver e até nos esqueminhas estamos juntas. Ocorre que ela conhece um garoto pela internet e começa a sair com o dito cujo no qual eu gostava MT também. Quando eles estavam se conhecendo, toda vez que ele vinha vê-la ele vinha com algum amigo de carona dizendo que tinha uma garota aqui para o amigo (que no caso era eu). Ele vinha com variados amigos, porém eu só fiquei com 2. Eles começaram a namorar escondido e eu sempre colocando juízo na cabeça de minha amiga para não trai-lo. Oque era difícil mas eu conseguia. Até que, a mãe da minha amiga aceitou o namoro dos dois, eu chorei de felicidade e tal. Mas acaba que (vou chamar de Carls) Carls também virou meu amigo e eu acabava contando tudo sobre meus pretendentes para os dois. (que eu estava numa fase de pegar geral sabe). só que aí chegou o momento que Carls começou a ficar muito abusivo com a minha amiga e minha amiga que não levava desaforo para casa, dizia que ele não mandava nela. E a mãe dela no meio dessa discussão, ele começou a falar para mãe da minha amiga que se minha amiga continuasse desse jeito e acabar que nem eu: ficando com todo mundo. Ele sabendo que a mãe da minha amiga não gosta disso; que a mãe da minha amiga evangélica puritana.
a minha amiga logo me disse e eu fiquei com raiva dele tipo não conversava mais com ele, apaguei o contato dele. Tudo. porque eu não queria contato uma pessoa assim, tanto é que minha amiga começou a vir escondido para minha casa, sendo que ela vinha todo dia. porque ele não podia saber que ela tava na minha casa senão ele fazia o maior drama.
e assim foram dos dois meses tranquilo e ignorando a existência dele, tanto a minha amiga e como eu fingimos que ele não existia. até que em um dado momento ela traiu ele e tipo eu não fiz nada eu sei que eu fui errada mas eu estava com muita raiva dele não sei por algum momento minha cabeça acho que ele merece uma coisa dessa.
Desse dia até hoje (sete desde então) minha amiga continuou ficando com o amante dela, e eu me fazendo a doida mas sempre dizendo a ela que não era o correto porque minha amiga estava com o namorado dela é porque ela dizia que seria certo para o futuro dela, porque a família dela acreditava que para você ter um namorado bom, ele deve ter uma boa quantia de dinheiro né ser bom de bolso como dizem.
e eu acabei fazendo amizade com amante dela tanto é que eu fiquei com alguns amigos rsrs
só que agora ela está começando a ficar magoada porque eu não gosto de namorado dela. eu sou a babaca por não acreditar nesse namoro e dizer que ela não deveria casar com ele? porque sim ela já está pensando em noivar.
submitted by eita_vitoria to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 09:38 cadelinhadoyoongi 2 Nice Friends & 1 Nice Guy (?)

2 Nice Friends & 1 Nice Guy (?)
Oi Luba, editores, gatas, turma, possível convidado e todos que estão a ver. Faz tempo que queria contar essas histórias numa turma feira e nunca tive coragem, mas esses dias fui limpar meu celular e achei uns prints, so why not? Sem mais enrolação vamo lá, pq a história é LONGA:
Essas nice people estão todas envolvidas em uma gigantesca treta, então vou apresentar os personagens primeiro. Temos a minha ex amiga por 5 anos que vamos chamar de Garls, meu ex amigo gay por 10 anos que vamos chamar de Marls e meu ex que só vamos chamar de Harls.
Dando contexto, eu conheci o Harls num evento de kpop no final do ano retrasado, ambos Garls e Marls viraram os #1 shippers quando comecei a trocar mensagens com ele. Eles também ficaram próximos dele, ficamos todos amigos basicamente, mas depois de um tempo Marls começou a ficar estranho e o Harls veio com um papo de "focar na amizade" pra mim (ele parecia meio em dúvida, inseguro), resolvi chamar ele pra conversar e dei uma de fbi com minha mãe como sempre. Long story short, descobrimos que o Marls tava manipulando todo mundo (incluindo minha mãe) pra me talaricar... é. Pra mim ele falava "eu acho que ele tá querendo curtir a vida antes de se comprometer", pro Harls ele falava "acho que você devia curtir a vida antes..." e pra minha mãe ele falava "esse guri não é pra sua filha". Segue alguns prints do celular do Harls falando com o Marls.
https://preview.redd.it/kc8hkw0b18351.jpg?width=1088&format=pjpg&auto=webp&s=ab53c4a60e4e662523a71f466533acd35b68d55e
Infelizmente não tenho prints de quando eu bloqueei ele e mandei pra pqp, mas ele xingou de volta e disse que >>EU<< estava jogando fora uma amizade de 10 por causa de macho... aiai, próximo nice friend.
Um pouco de contexto pra Garls: ela tinha depressão e outros problemas, mas sabe aquele tipo de pessoa que ao mesmo tempo que pede ajuda, não quer se ajudada? Pois é, eu perdi as contas de quantas noites passei acordada com ela mandando mensagem pra que ela não fizesse besteira. Eu nunca fiz isso querendo algo em troca, mas ver que ela não melhorava nunca não importa quanto tempo passasse tava ME fazendo mal, porém fiquei mesmo assim porque é isso que amigos fazem. Depois que o Harls entrou em cena ela começou a ficar estranha (inclusive foi ela que contou pra ele que eu tava gostando dele sem a minha permissão, eu fiquei p da cara), e quanto mais eu me aproximava dele mais ela se afastava, até que teve um dia em que ela me bloqueou do nada e ficou semanas sem falar com ninguém (ela costumava a sumir, mas dessa vez foi por muito mais tempo), eu fiquei claramente sem entender. Primeiro pedi pro próprio Harls mandar mensagem pra ela, ela respondeu isso:
https://preview.redd.it/8hj7o6aj28351.jpg?width=720&format=pjpg&auto=webp&s=8dde6cf2ab8cbf17c39158f969fba74d9187bfe3
Depois disso ela bloqueou ele também, então pedi pra uma amiga em comum (minha atual melhor amiga, se estiver vendo isso te amo :3) e dessa vez o resultado foi esse: (tá em inglês porque todas nós conversávamos assim pra treinar, e lembrando que eu não fiz literalmente nada pra ela)

https://preview.redd.it/huxc752338351.jpg?width=421&format=pjpg&auto=webp&s=851410be19356a3f3bc28f644601976f240cbe7b
https://preview.redd.it/z1mr6g2338351.jpg?width=451&format=pjpg&auto=webp&s=47caf498864077eb429c8b9f1b5623cfdaa21e31
https://preview.redd.it/cqsw2n2338351.jpg?width=464&format=pjpg&auto=webp&s=896de697bd8c76bbd39e8f20045868120d163569
https://preview.redd.it/qs9sha2338351.jpg?width=1122&format=pjpg&auto=webp&s=64d5fe064126a5368e6b710e61aff6bb06e36849
Como se não bastasse esse teatrinho todo de "fulano te bloqueou pra mim porque falar com você me dá gatilho", depois de meses sem falar comigo ela me mandou essa mensagem de ano novo, depois que eu li bloqueei.

https://preview.redd.it/2h3iec6y38351.jpg?width=551&format=pjpg&auto=webp&s=35f6d7db52a77b1999aa0d1c1190ac4ca7bdb847
Quanto mais eu lia mais eu ficava puta da cara, "meus pais não colaboraram pra nossa amizade"? Ela só dormia aqui em casa todo mês e comia aqui praticamente toda semana! Uma pessoa que eu fiz meu melhor pra ajuda a melhorar e que achei que podia contar pra tudo "termina" comigo desse jeito, enfim. Não tem quem tire da cabeça de algumas pessoas da minha família que o que ela sentia por mim não era só amizade, por isso o jeito dela agir com o Harls, tirem suas próprias conclusões. Inclusive quando terminei com ele sofri pra c****** e ela não tava lá pra mim, simplesmente tacou o fds. Mas falando do Harls...
Ele veio de outro estado, vivia viajando de cidade em cidade pra se apresentar em eventos de kpop (se alguém reconhecer ele por esse história eu não me responsabilizo kkkkk medo). Aí depois que começamos a conversar e ele se aproximou dos meus amigos ele se mudou, sem emprego sem nada, mas vou deixar os rolos de lugar pra morar e entrevistas de emprego >>que ele não foi<< em off se não vai dar muita merda kkkkk
Enfim, ele não sossegou a bunda até formar um grupo de dance cover, sendo eu e ele os líderes, cada um chamou seus próprios amigos que quisessem participar e depois recrutamos outras pessoas pra dar a quantidade de membros que queríamos. Quando o grupo nasceu fazia 2 meses que ele tinha se mudado e tínhamos acabado de começar a namorar depois dos rolos com o Marls e a Garls, depois de um tempo de namoro as coisas começaram a ficar estranhas, ele começou a puxar briga comigo por bobeira (vale ressaltar que meus pais não deixavam a gente sair muito sozinhos porque não conheciam ele direito, mas ele nunca aceitou ou respeitou isso... sendo que ele era praticamente um estranho que veio de outro estado). Essas brigas foram se expandido e deixaram de ser só entre a gente, ele fazia drama pros nossos amigos/membros do grupo dizendo que ia se m4t4r e etc, com o meu histórico com a Garls eu ficava bem desesperada no começo, mas quando fui me acostumando e deixando de dar atenção ele fazia pior. Segue alguns prints dos dramas dele:
https://preview.redd.it/io77m2jn68351.jpg?width=1145&format=pjpg&auto=webp&s=e88e464ca92d79b5029c226b606cf9bfacd10b77
Bom, depois de MUITA merda entre ele e minha família então eu pedi um tempo (eu também sai do grupo de dança), e quando refleti bastante sobre o quanto valia a pena continuar esse relacionamento eu resolvi terminar (mesmo doendo muito pra mim porque ele foi meu primeiro namorado).
Segue os prints de nice guy, peço desculpas desde já porque ele digita que nem um retardado e eu tive que falar na mesma língua pra ver se ele ouvia, inclusive tive que separar os melhores momentos porque a conversa toda deu mais de 70 fotos.
(detalhe: meu pai "ameaçou" ele caso ele me machucasse + GATILHO PRA QUEM PASSOU POR RELACIONAMENTO ABUSIVO):
https://preview.redd.it/173fuhkhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=97b4386d377322d1b455d2e46d311e7f9ef04623
https://preview.redd.it/fz8mkhkhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=f885ded75823720c4b0505c61a57015ac1f25e33
https://preview.redd.it/01ohh6mhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=0826d1c852283875e272cc5c3da28df7112c8a35
https://preview.redd.it/ntgpcvkhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=d904c5cd532623b2b054d34d1c8e85fb51726d77
https://preview.redd.it/2ksgxnkhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=b00126ff744dd83020acae40706781c2100c125b
https://preview.redd.it/jq7wevkhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=be66399987b47ab5d2f1423653085ff17b329680
https://preview.redd.it/mcgwq8lhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=739a0c0bf1a62bdc2f68927bb4cf508937bf6453
https://preview.redd.it/nisxmdlhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=2c5b8680fc974457ad9947d6362edf101cac4947
https://preview.redd.it/olld7plhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=aaa8e5450e29ed50a85f4276ca68189941af9133
https://preview.redd.it/j4vb05mhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=f945afd1d3a76f9a08db00858342c7d594a433a1
https://preview.redd.it/r55cqimhr8351.jpg?width=669&format=pjpg&auto=webp&s=1b2b7f934f91ffa5e70fcb60d425cd5f14c284bd
https://preview.redd.it/yz1pkumhr8351.jpg?width=446&format=pjpg&auto=webp&s=93fd57fa0189211867b614af188435d439918282
Quando vejo esses prints agora vejo o quão cega eu tava e talvez ele não tenha nem sido só um nice guy e sim algo bem mais sério, eu fui no insta dele checar se ele ainda tinha aquela foto ali no feed antes de postar isso (ele apagou, mas esse é o nível do cagaço).
Depois de toda essa merda eu tive que fazer terapia obviamente, mas o jeito é superar e transformar em conteúdo pro Luba né kkkkkkk esqueci de avisar que tudo que eu contei aconteceu só na primeira metade do ano passado. É isso, obg pra quem leu e bye :3
submitted by cadelinhadoyoongi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.27 20:00 fandoorochisqn FUI BABACA POR FINGIR CONSIDERAR MINHA AMIGA UMA IRMA?

Hey Lubixco, editores, gatas, e turma que esta a veler, necessito que vcs, como pessoas sensatas me digam se eu fui ou não babaca.
 CORAÇÕES CONFUSOS 
A mais ou menos um ano, eu conheci uma garota na escola, ela era amiga de uma garota que não ia com a minha cara, logo, tbm não gostava de mim. Depois de um tempo e algumas idas pra coordenação, voltamos a nos dar bem ( eu e a garota que não ia com a minha cara, vou chamá-la de Ivy, mas ela não é tão relevante na história). Enfim, essa amiga da ivy, que agr já era minha amiga tbm ( vou chama-la de Katy), começou a me contar muitas coisas sobre ela, e ela tinha, (ou pelo menos eu resolvi acreditar que era vdd) muitos problemas psicológicos etc... Ficamos muito amigas, ao ponto dela dizer que me considerava uma irmã. Eu, a princípio, realmente gostava muito dela e me importava muito, não a esse ponto, mas para não magoá-la retribui, por muitas vezes, a Katy me dizia que ia se matar ( sempre achei que fosse aqueles dramas de adolecentes e tal, mas não podia falar isso, pois, caso fosse vdd as consequências seriam terriveis). Eu sempre tentava ajudá-la, mas ela, depois de jogar isso sobre mim, brigava comigo por convencê-la de que isso não era a soluçao. Isso sempre me fez muito mal, e eu nunca disse nada, pois, a princípio "meus problemas nunca seriam tão ruins quanto os dela". Minha melhor amiga, que vou chamar de Anne, sabia disso, e sempre diz que é melhor eu me afastar, pois acabaria ficando mal, mas eu não consigo, ela chega pra mim com um problema, e eu tento ajudar. Eu tenho só 15 anos, e isso vai me destruindo, pois, querendo ou nao, eu me importo muito, e no mínimo 2 vezes por semana ela vem me dizer que se cortou ou que vai se matar. Fazem 3 anos que eu gosto do mesmo garoto, e ele gosta de mim. Mas a mais ou menos 6 meses, nos brigamos e ficamos um bom tempo sem se falar. Ela chegou pra mim, e disse que gostava dele, eu, ainda gostava muito dele, mas ela era minha amiga e tinha muito com oque se preocupar, então, disse que tudo bem, e que se quisesse eu convenceria meu melhor amigo ( que tbm era melhor amigo desse garoto) a pedir oque ele achava dela. Aliás, vou chamar esse garoto de Jack. Jack disse que gostava dela ( depois de um tempo, descobri que era só pra fazer ciúmes em mim, já que aparentemente ele tinha ficado com ciúmes de um amigo meu), eles começaram a namorar, mas só durou 2 dias, por que, de acordo com ela e uma amiga dela que tinha meu número, ela caiu da escada e perdeu parte da memória. Eu "ajudei ela a lembrar" ( sim eu sei, provávelmente é mentira, é de acordo com a Anne eu sou muito ingênua). Depois de um tempo, contei que ainda gostava do Jack, e ele contou que ainda gostava de mim e pediu desculpas a ela. Ela me bloqueou por uns dias, e aquela amiga dela me disse que ela foi viajar, quando ela voltou, me desbloqueou e disse que já não gostava mais do Jack e não estava brava comigo, perguntei oque ela fez fora da cidade e ela Desconversou, a amiga dela me disse que ela fez algo perigoso ( tipo apagar a memória e coisa e tal), não sei se acredito mas enfim, ainda resolvo os problemas dela e isso ta me matando, mas tudo bem. Só queria saber se fui babaca por quase obrigá-la a deixar de gostar do garoto que eu, amo, já que gostar é muito fraco pra definir tudo que sinto e por não contar que não a considero uma irmã e tals. Ps: eu e Jack não namoramos pq fiz 15 durante a quarentena e essa foi a idade que meu pai deu pra mim poder namorar.
Desculpe o textão ❤❤ =30 ou sla
submitted by fandoorochisqn to TurmaFeira [link] [comments]


2019.09.17 04:05 amomino Como melhorar? Ajuda

Bom é o seguinte, faz 2 anos e meio que eu conheci uma garota, e desde que eu comecei a me interessar nela, minha vida foi decaindo. Vou começar pelo início: Desde que começamos a conversar, eu relatava tudo para uma pessoa que era minha melhor amiga na época, dessas pessoas que você acha que vai ser amigo pra sempre; então de repente esse meu amigo (Kevin) virou a chave, e ficou um babaca escroto com todo mundo (não sei a causa disso, talvez seja por que os pais dele se separaram). Então ele contou tudo das minhas conversas com essa menina (Lúcia) pra todo o meu círculo de amizades. E aí começou o pesadelo: toda a relação que eu e a menina estávamos construindo foi por água abaixo, e, por causa das constantes zoacoes, ela acabou se afastando de mim (o famoso "somos só amigos"). Ano passado eu consegui me conter e quase nao tive vontade de me reaproximar da menina, mas esse ano a gente voltou a conversar e eu senti que ela ta falando comigo normalmente, que nem era a 2 anos atrás. Toda vez que o Kevin ve a gente conversando (seja na vida real, ou no wpp (pq ele fica pegando o celular dela)) ele tenta avacalhar o que ta rolando. Nós estamos naquele clima de mandar mensagem carinhosa, coração, falar que ama ironicamente, mas eu me sinto muito inseguro de tentar falar com ela por que tenho medo de acontecer de novo tudo aquilo de ser zoado no colégio e de tomar aquele "só amigos" dnv. Lúcia e eu pensamos parecido e a gente quase nunca briga ou discute, mesmo ela tendo uns ataques de raiva do nada, sempre tento não brigar. No colégio, todo mundo me conhece por que eu sou brincalhão e extrovertido e acha que eu sou aqueles caras que pegam um monte de menina e se relaciona com todo mundo que vê (apesar de eu achar isso uma idiotice) *** e eu sei que não é verdade tudo isso, e meus "amigos" fazem questão de reforçar isso pra todo mundo e ficam divulgando minha imagem como se eu fosse um retardado.
***: eu acho idiotice aquele cara que quer pagar de pegador e fica meio que usando a menina como se ela fosse um troféu, uma conquista. Agora tenho dois grandes amigos que considero muito,,,, mas nao sei se oque a menina fala com as mensagens carinhosas( e etc) é realmente por que ela ta afim de mim, ou é por que ela se sente na obrigação de ficar mantendo essa relação pq ela acha que vai me afetar se a gente cortar laços. Faz uns meses que aconteceu o seguinte: ela desabafou comigo, e disse que tava apaixonada no menino escroto (nada mais que obvio, por que ela ficava seguindo ele o tempo inteiro) e que ele tava afim de outra. Isso me destruiu mais do que um outro "só amigos" destruiria. Passei dias sem falar com ninguém e fiquei só refletindo. E faz pouco tempo que a desgraça aconteceu: ele tá usando ela como uma reserva. Comecei a perceber no comportamento dele, que sempre que ele encerrava um relacionamento com alguém, ele se aproximava dela e ficava se aproveitando da atenção dela. Agora ela começou a fazer tudo oque ele faz, de novo, e ele começou a namoraficar (não sei qual dos dois) com outra menina. A menina que eu gosto ta no fundo do poço, tentando chamar atenção dele (tá na cara) e ele nem da bola pra ela, mas eu sei que, pelo ciclo que está se repetindo, que quando esse relacionamento dele acabar, ele vai dar em cima dela NOVAMENTE e depois vai quebrar o coração dela mais uma vez. Mas eu não to "triste" por causa disso. Eu estou revoltado por que ela tem problemas psicológicos. E ele sabe disso, ele quebra o coração dela como se ele não soubesse, mas ele sabe, todo mundo sabe. Eu nem sei e nem quero saber o que eu sinto mais por ela, eu só quero ajudar ela, mas sinto que não tem pra onde correr. Se eu contar o que penso pra alguém iriam me chamar de maluco e o próximo ano da escola seria outra desgraça, e se eu contar pra alguém superior vão tratar a situação como um drama de filme adolescente. É mais que isso. Eu percebo que ela tá cada vez mais triste e pra baixo, e toda vez que os dois ficam juntos ela fica perto de bastidora e finge que não ta vendo o escroto com outra. Isso é um pedido de ajuda pra ela, não pra mim. Como eu ajudo ela? Como eu posso contar pra ela sem correr o risco de ficar marcado como um retardado e ser excluído das relações dela e dos meus amigos? Alguém me conta como eu posso ajudar, e sem parecer o perseguidor, ou o stalker, ou o escravoceta? Ajuda. Por favor. só pra deixar claro: os nomes nao são verdadeiros por que um dos meus amigos de verdade também usa reddit e tenho medo dele ver esse post e divulgar isso tudo.
submitted by amomino to desabafos [link] [comments]


2019.01.05 07:04 Goghiro Eu não aguento mais o relacionamento do meu melhor amigo e quero que ele termine logo.

O problema é o seguinte, meu melhor amigo (16 anos, eu tenho 19) começou a namorar julho do ano passado com uma amiga nossa. E eu fui contra, sempre fui, mas tentei apoiar por causa dele! A gente é cristão, então não vou entrar em muitos detalhes disso pra respeitar quem não é. Aí tá, achei que eles tinham começado certinho e tudo bem mas ainda não tava feliz. Só que de uns tempos pra cá eu to vendo que esse relacionamento simplesmente não vai dar certo, mais cedo ou mais tarde eles vão terminar. Quase toda hora, ele tem uma briguinha com ela por causa de alguma coisa que ela faz e sempre vem correndo desabafar comigo e eu tento botar juízo na cabeça dele, só que não demora nada e ele volta correndo pra saia dela de novo. E esse ano novo, começou a esgotar minha paciência com eles. Tivemos uma festa de ano novo e depois dela, fomos pra casa do meu melhor amigo, que era do lado. E eles ficavam parando no meio da rua pra se beijar e andando devagar, sendo que as ruas estavam desertas e isso me irritou muito, ao ponto que resolvi ir na frente e deixei os dois pra trás e correr o risco de se ferrarem. Chegando lá, ficamos no salão de festas da casa dele por 2 horas pq ficaram sem coragem de subir. E aí quando subiram, a gente tava morto, ela ia chamar Uber pra ir embora, mas aí pensou em mudar de ideia e dormir lá (os dois tem 16 ainda, e quase dormem no mesmo quarto). A partir dali, eu tava a ponto de surtar com eles. Mas ela foi embora depois. E é claro que os pais do meu melhor amigo não acharam isso bonito, aliás tanto eles como eu não veem com bons olhos esse relacionamento (ficamos eu e a mãe dele na véspera do ano novo lendo as conversas dele com ela enquanto ele tava no banho, e depois falando até na cabeça dele, e adiantou alguma coisa?) e sabem que não vai prestar, assim como muitos amigos nossos, e eu resolvi falar pro povo parar de apoiar porque esse namoro não tem futuro. Por que ela, além de ser problemática, também tem uma mãe que é 10x pior (pra vcs terem uma ideia, ele ia passar o ano novo no sitio da tia dela com a família dela e aí a mãe dela surtou e expulsou os dois de lá e disse que ia proibir o namoro deles e altas coisas, sendo que o cara foi de onibus pra lá e fez isso com alguém que nem filho dela é, e ele custou a voltar pra casa depois)
E aí no dia seguinte, eu tava indo pra casa e ele me acompanhou passeando com a cachorra dele e aí um primo da Lara (vamos dar esse nome fake), começou a provocar o meu amigo no privado dela e ele começou a apelar (pq ele é um pouco esquentado e briguento, apesar de muito paciente) e eu esperei pra poder ir pra poder acalmar ele. E aí começamos de novo a conversar sobre como o povo zoa ele e ela fica rindo e relevando, e aí quando ele apela, ela arrepende e faz drama pra ele ficar pianinho de novo. E comentou comigo que no relacionamento, só ela que faz tudo errado, ele nunca cometeu nenhuma besteira, e que todo dia ele estressa com ela de alguma forma, e eu concordei totalmente. E além disso, ela é super ciumenta e não deixa ele ficar perto de ninguém. Na festa do ano novo, ele tava só conversando com uma amiga nossa e ela começou a chorar e fazer drama dizendo que ele preferia conversar com essa amiga do que com ela (eu fiquei **to quando ele me disse isso, odeio esse tipo de gente possessiva.) Sendo que ela ia conversar com os amigos dela e ele tinha que ficar lá de boa, enquanto tava com dor de cabeça e ela cantando na cabeça dele sem parar. E depois de outras inúmeras razões que eu dei pra ele, falei pra ele repensar se valia mesmo a pena e terminar logo com ela. Mas adivinhem???? Ele ainda não terminou com ela, e continua dando chances e investindo no relacionamento.
E EU JA NAO TO AGUENTANDO MAIS!!! Quase todo mundo, menos ele (e ela obviamente) não vê que esse namoro não presta, e que só faz mal pra ele. Já cansei de dar razões pra ele ver que não vai ter futuro e que se ele terminar vai ser muito melhor pra ele, mas o imbecil parece que tá cego e insiste nisso. Errar é humano, mas persistir no erro já é burrice! E eu tenho medo de mais cedo ou mais tarde, minha paciência acabar de vez e eu surtar com eles e fazer um barraco tão grande e correr o risco de perder minha amizade com ele, o que eu não quero arriscar de forma alguma. Eu amo ele demais, mas já to ficando de saco cheio disso. Será que eu devo abrir o verbo e falar como me sinto (pq eu tenho sido bem falso sobre esse relacionamento com eles há um bom tempo), ou eu devo aguentar mais um pouco até eles terminarem?! Enfim, só sei que tá osso.....não sei quanto tempo aguento mais. Eu queria meu melhor amigo de volta ao normal e de volta pra mim e pra todos os nossos amigos.
submitted by Goghiro to desabafos [link] [comments]


2017.08.22 20:41 ausgart Traições e Fim de Relacionamento

Sou do interior, tinha um namoro de 4 anos quando me mudei pra São Paulo. Continuamos o namoro e nos viámos todo final de semana (cidade fica 100km de SP). Nesse tempo sai com várias mulheres em SP (durante a semana), pelas minhas contas devo ter transado com umas 24. No final do ano passado, haviamos completado 10 anos de namoro, fiquei doente (pedra nos rins) e durante o período de internação minha namorada veio ficar comigo. Assim que voltou pro interior, pediu transferencia pra SP, me contou sobre isso e eu concordei de começarmos a morar juntos. Terminei todos os casos que tinha, e em janeiro dessa ano ela veio pra cá. No começo de fevereiro, encontrei uma ex-ficante, ela começou a nadar na mesma academia que eu e começamos a sair novamente. Em abril minha namorada descobriu sobre esse caso, eu disse que não queria mais namorar, ela "implorou" pra que eu reconsiderasse e desse outra chance a nós. Pois bem, continuamos o namoro e depois de 1 mês eu voltei a sair novamente com a a dita cuja da academia e pouco tempo depois minha namorada descobriu (novamente). Eu não quero mais namorar, mas minha namorada está depressiva, parece que sem mim o mundo não existe pra ela. Ela diz que não tem como pedir transferencia novamente pro interior, que toda a vida dela, amigos, familia e cachorros estão no interior e que arruinei a vida dela completamente. Eu acho que isso é drama, mas ela tem chorado muito, desde abril ela anda super pra baixo. Pra tentar tornar as coisas mais simples pra ela, eu disse que vou embora da casa que moramos, mas vou continuar pagando o aluguel dela por 5 anos, e ela pode ficar com o carro. Ainda sim, ela não aceita o fim! Eu quero sair de casa, mas ao mesmo tempo me sinto mal pra caralho por fazer isso (e por todo mal que já fiz pra ela).
submitted by ausgart to brasil [link] [comments]


Namoro sem sexo Love Drama - YouTube Namorar - Sem Tabus NAMORAR/CONHECER PESSOAS NOVAS EM PORTUGAL NAMORAR SEM AMIGOS - YouTube

Clube_Ásia: Top 10 Doramas com Relacionamentos Falsos/de ...

  1. Namoro sem sexo
  2. Love Drama - YouTube
  3. Namorar - Sem Tabus
  4. NAMORAR/CONHECER PESSOAS NOVAS EM PORTUGAL
  5. NAMORAR SEM AMIGOS - YouTube
  6. Relacionamentos sem drama

Vamos bater um papo sobre relacionamentos sem drama? RELACIONAMENTOS incluem todo tipo de interação, incluindo patrão e funcionário, entre pais e filhos, ent... Oi, gente! Eu sou a Tháta! Seja muito bem vindx ao Love Drama :) Aqui eu compartilho todos os meus estudos e vivências sobre o AMOR. Com foco no amor românti... Alguns namoram e desaparecem. TWITCH: https://www.twitch.tv/mpstreetoficial SUBSCREVE AO NOSSO CANAL! REDES SOCIAIS: Facebook: https://goo.gl/2eLvAF Instagra... Vem comigo espalhar o amor! CURTAM O VÍDEO! ACIONEM O SININHO E COMPARTILHEM! OBRIGADA POR FAZER PARTE DO CANAL E PELO APOIO. Louvores e Adoração 2020 - As Melhores Músicas Gospel Mais Tocadas 2020 - Hinos gospel 2020 The Musicas Gospel 1,921 watching Live now Namoro sem sexo? Nós vivemos? É possível? Tem contra indicação? E p/ quem já vive o sexo no namoro? Castidade é utopia? Essas e outras respostas! Nossas redes sociais: FACE: Déia: https ...